ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  19    CAMPO GRANDE 30º

Política

Catan e Matos registram candidatura e lista soma 14 prefeitáveis

João Henrique Catan é deputado estadual, enquanto Paulo Matos é ex-secretário municipal

Por Nyelder Rodrigues | 25/09/2020 20:40
João Henrique Catan e Paulo Matos registram hoje candidatura (Fotos: Reprodução/Facebook)
João Henrique Catan e Paulo Matos registram hoje candidatura (Fotos: Reprodução/Facebook)

João Henrique Catan (PL) e Paulo Matos (PSC) registraram no início dessa noite suas respectivas candidaturas a prefeitura de Campo Grande, fazendo com que a lista de prefeitáveis chegasse a 14 nomes. Mais cedo, Marquinhos Trad (PSD), Cris Duarte (PSOL) e Sidnéia Tobias (Podemos) também registraram suas candidaturas.

Catan, que tem 32 anos, é deputado estadual no primeiro mandato, desde 2018, e é o mais jovem candidato a prefeito a ir às urnas neste ano na Capital. Ele terá como vice Jayme Magalhães Junior, que é advogado e também do quadro do PL.

Já Paulo Matos é assistente social e ex-secretário municipal, tendo composto chapa junto a Dany Duarte, do PROS, para ser sua vice. Ele e Marquinhos Trad (PSD) são os únicos que tiveram vices de outros partidos - no caso do atual prefeito, ele concorre à reeleição com a mesma vice de 2016, Adriane Lopes (Patri).

Ambos apresentaram plano de governo, além das certidões criminais, documentos obrigatórios para que o TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) aprove os nomes como candidatos. Matos tem plano que soma 20 páginas, sendo 17 delas com efetivo conteúdo. Já Catan apresentou documento com 11 páginas, todas elas abordando o plano.

O prazo para registro de candidatura em Campo Grande termina neste sábado (26). Contudo, o registro ficou restrito a 15 nomes, que foram os aprovados pelas convenções partidárias na cidade. O único que ainda não apresentou a candidatura ao TRE-MS é o jovem estudante Thiago Assad, de 35 anos e filiado ao PCO.

Todos os candidatos podem ser consultados pela plataforma DivulgaCand, do TSE (Tribunal Superior Eleitoral. Lá, devem constar todos os planos de governo, dados pessoais, declaração de bens e outras informações dos candidatos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário