ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEGUNDA  15    CAMPO GRANDE 19º

Política

CCJ do Senado adia votação do marco temporal para demarcação de terras indígenas

Pelo texto, indígenas têm direito a reivindicar apenas terras ocupadas antes da Constituição de 1988

Por Lucas Mamédio | 10/07/2024 14:16
Indígenas protestam contra marco temporal (Foto: Joelson Alves/Agência Brasil)
Indígenas protestam contra marco temporal (Foto: Joelson Alves/Agência Brasil)

Marcada para esta quarta-feira (10), a votação do Projeto de Emenda Constitucional (PEC) 48/2023, que trata sobre o marco temporal para demarcação de terras indígenas, foi adiada para outubro na Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal.

Deu tempo, porém, de o relator, o senador Eperidião Amin (PP-SC),  ler seu voto favorável ao projeto. Em seguida o presidente da Comissão, Davi Alcolumbre (União Brasil - AP), deu vista coletiva a senadores da base do governo, se comprometendo a pautar o texto em outubro.

Em setembro de 2023, o Supremo decidiu, por por maioria, pela inconstitucionalidade do marco temporal.  O Congresso Nacional, em reação à decisão da Suprema Corte, aprovou um projeto de lei para restabelecer a tese.

Pelo texto, os povos indígenas têm direito a reivindicar apenas as terras que ocupavam ou disputavam antes da data de promulgação da Constituição, em 5 de outubro de 1988.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias