A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

08/09/2015 13:40

CCJR deve devolver análise sobre CPI contra o Cimi sem parecer

Leonardo Rocha
Deputado José Carlos Barbosa, presidente da CCJR, disse que a tendência é devolver a matéria, sem parecer (Foto: Roberto Higa/ALMS)Deputado José Carlos Barbosa, presidente da CCJR, disse que a tendência é devolver a matéria, sem parecer (Foto: Roberto Higa/ALMS)

O presidente da CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação), o deputado José Carlos Barbosa (PSB), já recebeu os dois requerimentos sobre a criação da CPI contra o Cimi (Conselho Indigenista Missionário), um a favor e outro contra. Entretanto o parlamentar já adiantou que deve devolver a matéria para Mesa Diretora da Assembleia, já que não se trata de uma prerrogativa da comissão.

“Nós recebemos os requerimentos antes do feriado e vou analisar com cuidado todo este procedimento nos próximos dias, mas devo adiantar que existe um grande possibilidade de devolver a matéria, sem parecer, porque esta é uma decisão da presidência da Casa de Leis”, disse ele.

O próprio presidente da Assembleia, o deputado Junior Mochi (PMDB), já admitia esta possibilidade. “Se eles devolverem, vou encaminhar para assessoria jurídica da Casa e depois se for entendido que atende os critérios, vai começar a investigação, senão, devolvemos para proponente para que ela faça as adequações devidas sobre o fato”.

O requerimento para criar a investigação, proposto pela deputada Mara Caseiro (PT do B), teve dez assinaturas, número superior a que necessitava, além de apontar como fato determinado as denúncias que dizem que o Cimi está incentivando e financiando invasões em terras no Estado, por grupos indígenas.

Já a bancada do PT, apresentou outro documento, com a intenção de barrar a criação da CPI, alegando que o pedido da deputada do PT do B não tem um fato determinado e por isso não preenche os requisitos necessários para se começar uma comissão parlamentar.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions