A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

22/05/2015 16:15

Com ameaça de debandada, Geraldo diz que partidos vivem “tensão pré-eleitoral”

Helio de Freitas, de Dourados
Sobre possíveis baixas no PMDB, Geraldo Resende disse que políticos estão com “tensão pré-eleitoral” (Foto: Divulgação)Sobre possíveis baixas no PMDB, Geraldo Resende disse que políticos estão com “tensão pré-eleitoral” (Foto: Divulgação)

O deputado federal Geraldo Resende, presidente municipal do PMDB, disse nesta sexta-feira que os políticos estão na fase da TPE (Tensão Pré-Eleitoral) devido à proximidade do prazo máximo para troca de partido visando a disputa das eleições municipais de 2016. Mesmo diante ameaça de debandada na legenda peemedebista, o parlamentar reafirmou sua condição de pré-candidato a prefeito de Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande.

A troca de partido de quem for candidato em 2016 precisa ser feita até outubro deste ano – um ano antes das eleições.

“Eu como médico ginecologista, sei muito bem que muitas mulheres sofrem com a TPM. E os partidos estão passando neste momento pela tensão pré-eleitoral”, disse ele na entrevista semanal que concede à rádio Grande FM, de Dourados.

Sobre a possível saída de dois importantes quadros do PMDB douradense – a vereadora Delia Razuk e o ex-deputado federal Marçal Filho, que buscam abrigo em outros partidos para tentarem entrar na disputa do ano que vem – Geraldo Resende disse que está trabalhando para “pacificar” o partido e reclamou da imprensa, que valoriza apenas as baixas e não fala de novas filiações.

“Estamos conversando com todos os filiados comprometidos com o PMDB e esses não vão deixar o partido. A imprensa valoriza quando um filiado anuncia que vai sair, mas não fala dos quadros importantes que estão ingressando nas fileiras peemedebistas”, declarou o deputado.

“Voz das ruas” – Geraldo disse que já passou da hora de o PMDB retomar a prefeitura da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul. Mais uma vez afirmou estar à disposição como pré-candidato do partido. Segundo ele, em todos os lugares por onde passa recebe pedidos para ser candidato. “Temos de ouvir o apelo das ruas e por onde eu passo ouço: ‘Geraldo, agora é sua vez’. Por isso estamos trabalhando para ter o apoio de outras forças políticas”.

Também de olho na candidatura à prefeitura, Delia Razuk e Marçal Filho já anunciaram que devem deixar o PMDB. Delia ainda não disse em qual partido vai se filiar, mas Marçal Filho já está com a conversa adiantada com o PSDB de Reinaldo Azambuja.

Domingo passado, em Ponta Porã, o deputado federal licenciado e secretário estadual de Fazenda, Márcio Monteiro, confirmou ao Campo Grande News que o partido fez o convite e espera uma resposta do radialista douradense.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions