A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

17/03/2016 09:27

Comissão do impeachment deve ser apresentada até meio dia, diz deputado

Antonio Marques
O deputado federal Dagoberto Nogueira deve compor a comissão especial que vai analisar o processo do impeachment da presidente Dilma (Foto: Divulgação/Ag. Câmara)O deputado federal Dagoberto Nogueira deve compor a comissão especial que vai analisar o processo do impeachment da presidente Dilma (Foto: Divulgação/Ag. Câmara)

O deputado Carlos Marun (PMDB) disse que os líderes dos partidos devem entregar a relação dos parlamentares que vão compor a comissão especial que analisará o processo de Impeachment da presidente Dilma Rousseff até o meio dia de hoje (horário de de Brasília). A sessão será aberta às 10 horas. Dagoberto Nogueira (PDT) deve ser membro e Marun vai tentar a suplência, pela oposição.

A partir das 14 horas, se houver quórum, deve iniciar o período da Ordem do Dia, com a eleição da comissão especial como único item da pauta. A instalação da comissão está prevista para as 17 horas. Conforme Marun, que participou da reunião do Colégio de Líderes na Casa, na noite de ontem, a eleição do presidente e o relator pode ocorrer ainda hoje ou amanhã. “Pode acontecer sessão da comissão amanhã também”, afirmou Marun.

Marun questionou a decisão de ontem dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) sobre o rito do processo de impeachment no Congresso Nacional. Para ele, os ministros decidiram, “mais uma vez em prol do governo. Eu estava eleito na comissão anterior”, mas agora reclama que vai brigar para conseguir uma vaga de suplente.

Para Marun, o vice-presidente Michel Temer é o sucessor natural se Dilma sofrer o impeachment. “A Dilma está deposta depois das manifestações de domingo e já admitiu que não tem mais condições de governar. Em vez dela entregar o cargo ao vice, entregou ao ex (ex-presidente Lula)”, reclamou.

Na composição da comissão especial está garantida a participação do deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT), que é da base aliada do governo federal, e foi um dos dois indicados do partido.

Integrantes da comissão - A comissão especial será formada por 65 membros. O bloco liderado pelo PMDB terá 28 membros. Já o bloco liderado pelo PT terá 19, enquanto o bloco que tem à frente o PSDB terá 12 integrantes.

PRTB e PTC ficaram sem representantes, porque perderam parlamentares durante o período de trocas partidárias. Por outro lado, DEM e PP passaram a ter um representante a mais, com 3 e 5, respectivamente.

Confira a distribuição de integrantes por partido na imagem abaixo:

Comissão do impeachment deve ser apresentada até meio dia, diz deputado



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions