A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

03/12/2015 14:10

CPI quer dados da Sefaz sobre postos e distribuidoras de combustíveis

Leonardo Rocha
Presidente da CPI, José Carlos Barbosa, espera que dados da Sefaz ajudem na investigação (Foto: Assessoria/ALMS)Presidente da CPI, José Carlos Barbosa, espera que dados da Sefaz ajudem na investigação (Foto: Assessoria/ALMS)

A CPI dos Combustíveis requisitou informações da Sefaz (Secretaria Estadual de Fazenda) sobre postos e distribuidoras, em relação a compra e venda, assim como margem de lucros destas transações comerciais. A intenção é ter acesso aos dados que foram apresentados pela instituição na audiência sobre o tema, que foi realizada na Assembleia Legislativa.

O presidente da CPI, o deputado José Carlos Barbosa (PSB), disse que estes dados cadastrais com endereços, contatos telefônicos das refinarias, distribuidoras, postos e revendedores de combustíveis localizadas em Mato Grosso do Sul, assim como relatórios e demonstrativos financeiros, serão importantes na investigação.

O deputado mencionou que a Sefaz fez uma apresentação de todo este processo de compra e venda dos combustíveis, com dados e informações relevantes, na audiência sobre o tema. Foi estabelecido um prazo de cinco dias para o encaminhamento da documentação.

"São os documentos que irão indicar à Comissão o preço que saí da origem, no caso da refinaria ou da usina, o preço que é repassado para a distribuidora, depois entregues aos postos de combustíveis, que serão levados ao consumidor. Nós precisamos entender este caminho para saber quem está ganhando e se o ganho é justo".

Para o parlamentar ainda deve se verificar a diferença dos preços praticados de uma localidade para outra e se apenas a questão do frete justifica o aumento. "Temos que saber se há abuso de poder econômico".




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions