A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

27/04/2015 12:48

CPI revela amanhã o restante da lista confidencial da Enersul

Relator irá solicitar mais informações sobre empresas citadas

Leonardo Rocha
Beto Pereira, relator da CPI, vai apresentar amanhã o restante dos nomes durante reunião (Foto: Roberto Higa/ALMS)Beto Pereira, relator da CPI, vai apresentar amanhã o restante dos nomes durante reunião (Foto: Roberto Higa/ALMS)

A CPI da Enersul/Energisa irá divulgar amanhã (28), em reunião de trabalho, o restante dos nomes que fazem parte da “Folha Confidencial”, que se trata de um grupo de pessoas físicas e jurídicas que recebia recursos indevidos da Enersul, sem qualquer justificativa e sem a autorização do Conselho Deliberativo da empresa.

Na semana passada, o deputado Paulo Corrêa (PR), presidente da CPI, divulgou o nome de oito pessoas físicas, entre elas o presidente do grupo Rede, Jorge Queiroz e a ex-diretora Carmem Campos Pereira, além de outros diretores, presidente de conselho e vice-presidente da empresa, que receberam gratificações nos anos de 2011, 2012 e 2013.

O relator da CPI, o deputado Beto Pereira (PDT), revelou que vai apresentar o restante dos nomes, na reunião de amanhã, a partir das 16h, com base no relatório feito pela PWC (PriceWaterHouseCoopers), nas contas da Enersul, que foi disponibilizado pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica).

“Vamos mostrar quantos nomes de pessoas físicas e jurídicas existem neste documento, assim quem são eles, o que posso garantir é que não existe nome de políticos entre as pessoas físicas, mas ainda vamos analisar os donos e pessoas ligadas as empresas citadas”, disse ele.

O parlamentar inclusive vai requisitar outros requerimentos sobre as pessoas jurídicas para saber sobre o quadro societário de cada uma, através da Junta Comercial de Mato Grosso do Sul e São Paulo. “Queremos todas as informações, por isso vamos requisitar estes documentos, se houver donos ou pessoas ligadas a políticos vamos descobrir”, disse ele.

Este relatório da PWC foi entregue pelo presidente da Aneel, Romeu Rufino, na última quarta-feira (22), em Brasília, durante reunião com os integrantes da CPI. Ele revelou neste encontro que a lista confidencial era formada por funcionários, empresários e empresas prestadoras de serviço para a Enersul.

Rufino ainda ponderou que apesar desta administração “desastrosa” e “precária” do Grupo Rede na Enersul, estes prejuízos não influenciaram na conta de energia dos consumidores de Mato Grosso do Sul. “Somos pagos para desconfiar de tudo. Por isso vamos analisar com cuidado todas as páginas desse relatório, para saber se houve impacto na tarifa e cobrar o ressarcimento”, disse Corrêa.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions