A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

08/07/2008 13:58

CPI troca nome de defensora de MS e responsabiliza 34

Redação

A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) vai responsabilizar 34 pessoas pelo caos encontrado nos sistema penitenciário brasileiro. Nesta terça-feira, o relator da comissão, deputado federal Domingos Dutra (PT), alterou um nome da lista dos citados, por ter havido erro.

De acordo com a Agência Câmara, foi constatado que a defensora pública Edna Regina Batista Nunes da Cunha não foi responsável pela situação da Colônia Penal Agrícola do Mato Grosso do Sul. Em seu lugar, foi responsabilizada a defensora Clari Maria Stevaux, acusada, juntamente com a colega Linda Maria Silva Costa, de não agir para interromper os maus-tratos no estabelecimento penal.

Hoje, com um voto contra do deputado federal Nelson Trad (PMDB), foi aprovado o relatório da CPI. O STF (Supremo Tribunal Federal) impediu o indiciamento de dois juízes da Vara de Execução Penal de Campo Grande: Francisco Gerardo de Souza e Vitor Luis de Oliveira Guibo. O mesmo privilégio foi estendido aos demais citados.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions