A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

23/07/2012 17:23

Custo da eleição em MS chega a R$ 3,6 milhões e cai quase R$ 2 milhões

Fabiano Arruda
TRE afirma que, apesar da redução dos custos, estrutura para a eleição não foi reduzida. (Foto: arquivo)TRE afirma que, apesar da redução dos custos, estrutura para a eleição não foi reduzida. (Foto: arquivo)

O gasto da eleição municipal em Mato Grosso do Sul neste ano será de R$ 3.674.260,35. O cálculo é de R$ 2,07 por eleitor no Estado.

A estimativa é do TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral). Os valores, no entanto, são inferiores à eleição de 2008, quando os números foram de R$ 5,5 milhões, o que representa quase R$ 2 milhões a menos.

Neste ano, só Campo Grande corresponde R$ 1.629.512,28, quase metade da despesa total.

Conforme o TRE, embora os gastos apresentem queda, a demanda empenhada para dar estrutura ao pleito não será comprometida.

A disponibilização das urnas, por exemplo, chega a 7,4 mil máquinas em 2012 contra 5,8 mil em 2010. E o número de sessões, conforme o Tribunal, é de 428 a mais que há dois anos.

Ainda conforme o TRE, a construção de sedes próprias e aquisição de veículos próprios na frota são fatores que influenciam na economia.

Entre os gastos de estrutura elencados pela Justiça Eleitoral estão a convocação de mesários, despesas com energia elétrica, telefonia, transporte e pagamento de diárias.

Neste ano, pelo menos 22 mil mesários devem trabalhar nas eleições, mas, do total, menos da metade são de voluntários, informa o Tribunal.

O cidadão que atua como mesário obtém benefícios como dois dias de dispensa do serviço público ou privado por cada dia de serviço prestado à Justiça Eleitoral; auxílio-alimentação no dia da eleição e prioridade em desempate em concursos públicos no âmbito dos TREs, desde que haja esta previsão no edital.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions