ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUARTA  01    CAMPO GRANDE 20º

Política

Damares diz que recursos para combate à violência em aldeias estão garantidos

Sem dar detalhes, ministra afirmou que a pasta já realizou um diagnóstico das necessidades das aldeias de MS

Por Jhefferson Gamarra e Helio de Freitas, de Dourados | 24/11/2021 14:37
Ministra Damares Alves durante encontro realizado na Capital. (Foto: Paulo Francis)
Ministra Damares Alves durante encontro realizado na Capital. (Foto: Paulo Francis)

Em evento realizado em Campo Grande nesta quarta-feira (24), a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, reafirmou que a pasta está com projetos avançados para o combate a violência presente em comunidades indígenas do Estado.

Em agosto, a titular da pasta esteve na Aldeia Bororó, em Dourados, a 229 quilômetros de Campo Grande, logo após a morte de uma menina indígena de 11 anos, vítima de estupro coletivo e que depois, foi jogada de penhasco de 22 metros de altura.

Na oportunidade, a ministra se esquivou sobre as promessas feitas pelo Governo Federal ao longos dos anos para as comunidades indígenas de Mato Grosso do Sul e disse que, em breve, voltaria a Dourados para entregar os projetos discutidos com a comunidade. Passados 3 meses da visita, lideranças indígenas de Dourados afirmam que nada foi feito até momento e que as equipes do Ministério não voltaram mais nas aldeias.

Questionada novamente sobre projetos prometidos às comunidades indígenas, a ministra declarou, sem dar nenhum detalhe, que os trabalhos nos locais estão sendo realizados e os recursos estão garantidos.

“Estamos com plano estabelecido, fizemos um plano de impacto na região e os recursos estão aportados. Não fui à aldeia desta vez, porque tinha muita gente [membros da comitiva], mas está feito todo o diagnostico e estamos começando os trabalhos”, resumiu Damares.

Em Campo Grande, a ministra cumpre agendas para detalhar as ações do Governo Federal voltadas às políticas públicas de enfrentamento à violência doméstica, contra a criança e idosos. Ainda hoje, Damares irá visitar a Casa da Mulher Brasileira às 17h. No local, ela irá explicar detalhadamente sobre o programa Qualifica Mulheres, que pretende oferecer qualificação a 5 mil mulheres que foram vítimas de violência doméstica e abusos em Mato Grosso do Sul.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário