A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

03/05/2011 12:01

Defesa pede revogação da prisão de ex-vereador em Dourados

Aline dos Santos
Sidlei Alves está preso desde sexta-feira.Sidlei Alves está preso desde sexta-feira.

A defesa do ex-vereador e ex-presidente da Câmara Municipal de Dourados, Sidlei Alves, pediu a revogação da prisão preventiva. Ele foi preso na última sexta-feira pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado).

A operação Câmara Secreta revelou esquema de fraudes em empréstimos consignados na Câmara. De acordo com o advogado Márcio Fortini, a justificativa para a revogação é que as provas já foram todas colhidas.

Esta é a terceira prisão do ex-vereador desde julho de 2009. Ele já foi alvo de duas operações da PF (Polícia Federal). No ano passado, ele ficou preso por 90 dias e renunciou ao mandato.

O advogado aguarda que a justiça decida ainda hoje sobre o pedido de liberdade. O processo está sob sigilo judicial.

Além de Sidlei Alves, foi preso o ex-vereador Humberto Teixeira Júnior, o assistente parlamentar Rodrigo Terra e Amilton Salina, que foi diretor financeiro da Câmara por mais de dez anos. O ex-diretor conseguiu a revogação da prisão no último sábado.

O grupo é acusados de criar uma máfia de empréstimos consignados na Câmara de Dourados. A denúncia partiu de cinco ex-servidores comissionados. Eles foram nomeados pelo então presidente Sidlei Alves a pedido do ex-vereador Humberto Teixeira Júnior.

Os holerites dos servidores eram falsificados pelo então diretor financeiro da Câmara, a mando dos dois vereadores. Os valores eram aumentados em até cinco vezes, para conseguir emprestar grandes somas. Dos denunciantes, dois eram servidores fantasmas.

A ação investiga os crimes de falsificação de documento público e uso de documento público falsificado, peculato e formação de quadrilha.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions