A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

05/03/2015 17:51

Delcídio lista três assuntos para MS que vai defender na presidência da CAE

Senador enfatiza o projetos de renegociação das dívidas do Estado, ICMS e incentivos fiscais

Juliene Katayama
Depois de três anos, Delcídio retorna à presidência da CAE (Foto: Divulgação)Depois de três anos, Delcídio retorna à presidência da CAE (Foto: Divulgação)

O senador Delcídio do Amaral (PT) retorna à presidência da CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) e na lista de prioridades, três são de grande interesse do Estado: renegociação das dívidas, ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) no e-commerce e convalidação dos incentivos fiscais.

“Conduzindo essas renegociações de dívida, ICMS do e-commerce e convalidação dos incentivos fiscais são temas relevantes para o Estado. Mato Grosso do Sul não tem saída se não renegociar dívida”, afirmou Delcídio.

O petista que esteve a frente da comissão no biênio 2011-2012, destacou a importância de ocupar o cargo. “CAE é uma das mais importantes comissões do Congresso. Independente do clima político e independente do ambiente que o País vivencia, sempre foi uma das comissões mais importantes do Senado”, pontuou.

Mas a importância não é dada apenas pela discussão de temas que influenciam diretamente na vida das pessoas, mas pelo espaço que ocupa na imprensa. “O interesse dos senadores é grande também pela repercussão na mídia”, completou.

Por causa da situação econômica do País, Delcídio diz acreditar que o desafio nesta gestão será ainda maior. O petista enfatizou que a comissão será o fórum das grandes discussões ao longos dos dois próximos anos. Entre os assuntos estão a reforma fiscal, as medidas econômicas do governo, dívida dos Estados, a reforma tributária, o desenvolvimento regional, além de outras questões que passam pela área econômica.

“O setor elétrico, apesar de ser infraestrutura, é uma questão econômica e um dos temas relevantes”, pontuou Delcídio. Segundo o senador, o fato de ser do mesmo partido da presidente da República Dilma Rousseff (PT) e ser o presidente da CAE, não significa que “será chapa branca”. “Presidente não é chapa branca e eu não vou engolir”, disse.

Componentes – Delcídio destacou a potência dos integrantes da CAE e não privou elogios nem à oposição. “Os senadores são os melhores quadros do Senado, altíssimo nível, tanto governo quanto oposição”, contou.

Fazem parte da Comissão de Assuntos Econômicos: Walter Pinheiro (PT-BA); Carlos Lindenberg (PT-ES); Luiz Henrique (PMDB-SC); Roberto Requião (PMDB-PR); José Serra (PSDB-SP); Antonio Anastasia (PSDB-MG); e Tasso Jereissati (PSDB-CE).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions