A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Abril de 2018

05/12/2009 12:07

DEM abre mão e Alvaro Dias defende Serra-Aécio em 2010

Redação

O senador Alvaro Dias (PR), vice-líder do PSDB no Senado, afirmou neste sábado, em Dourados, que o DEM já abriu mão de indicar o candidato a vice-presidente na chapa a ser encabeçada pelos tucanos em 2010. Segundo ele, a senadora Kátia Abreu (DEM-TO) retirou o nome e abriu caminho para uma "chapa pura" do PSDB para disputar a sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva no ano que vem.

A desistência do DEM em postular a vice na chapa tucana é anunciada uma semana depois de vir à tona o escândalo de corrupção envolvendo o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda - um dos principais nomes do partido em Brasília. Arruda aparece em filmagens entregues à Polícia Federal recebendo uma suposta propina de R$ 400 mil. Ele também é acusado de comandar um mensalão pago a deputados distritais.

Ao discursar para centenas de filiados de DEM, PSDB e PPS, durante encontro regional do BDR (Bloco Democrático e Reformista), neste sábado, no tattersal do Sindicato Rural de Dourados, Alvaro Dias defendeu a candidatura do governador de São Paulo José Serra à presidência da República, tendo o governador mineiro Aécio Neves como candidato a vice. "No momento de decisão tenho certeza que eles terão essa responsabilidade", afirmou o senador paranaense.

Alvaro Dias disse não acreditar em interferência do escândalo do Distrito Federal na aliança entre democratas e tucanos em 2010. Disse que o DEM será "implacável e rigoroso" e adotará "punição exemplar" aos envolvidos nas denúncias de corrupção. Ele afirmou ter "quase certeza" que José Roberto Arruda será expulso do partido.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions