A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

04/10/2011 16:16

Deputado defende maior publicidade de leis aprovadas pela Assembleia

Fabiano Arruda

Como exemplo, Marquinhos Trad citou que hospitais particulares cobraram cheque caução de vítimas de incêndio em edifício da Capital na madrugada de domingo, o que é proibido por lei

Parlamentar sugeriu que Assembleia desenvolva cartilha com lista de leis a ser divulgada à população. (Foto: Divulgação)Parlamentar sugeriu que Assembleia desenvolva cartilha com lista de leis a ser divulgada à população. (Foto: Divulgação)

O deputado Marquinhos Trad (PMDB) subiu à tribuna da Assembleia Legislativa na sessão desta terça-feira para cobrar maior publicidade das leis aprovadas pela Casa.

O parlamentar discursou baseado em reportagem do Campo Grande News, publicada no domingo, em que uma vizinha do edifício Leonardo Da Vinci, onde um morador morreu e outros ficaram gravemente feridos, vítimas de incêndio iniciado no 9º andar, denunciou que hospitais particulares da Capital exigiram de vítimas emissão de cheques, tornando burocrático atendimentos emergenciais.

Marquinhos lembrou que lei de sua autoria, em 2008, proíbe a cobrança do chamado cheque caução. Para ele, caso a população conhecesse de perto as leis aprovadas na Assembleia, poderia ter evitado o problema.

O peemedebista sugeriu que cada deputado fizesse uma lista composta de 15 leis relevantes à sociedade para que a Assembleia elabore cartilha a ser distribuída à população.

Durante o discurso, parlamentares aproveitaram para demonstrar solidariedade ao casal de defensores públicos Kátia da Silva Soares Barroso, de 37 anos, e José Carlos Barroso.

Ela teve morte cerebral confirmada, enquanto o quadro dele é considerado grave, com comprometimento dos rins. O filho do casal, João Manoel, de 7 anos, teve alta ontem do CTI (Centro de Terapia Intensiva) da Santa Casa de Campo Grande e foi para o quarto.

“Se um defensor público tem dificuldade de internação, imagina o cidadão comum”, criticou em aparte o deputado Diogo Tita (PPS).



isso sim é uma atitude digna de elogio e aplauso, afinal tempos realmente que termos mais informações das leis aprovadas, e também cobrar responsabilidades das instituições pela situações indevidas.
 
João Antonio Marchini - Manduzinho em 04/10/2011 05:14:37
Senhor deputado Marquinhos Trad, faça sim essa cartilha. Mas faça-a em dos capítulos:
No primeiro as leis mais relevantes na visão de cada parlamentar, conforme é vossa proposta, e no segundo, com as demais leis. Tenho absoluta certeza de que tem muita lei de interesse do eleitor, e mesmo multiplicando 15 (leis) por 24 (deputados) o resultado ainda sera pouco.
 
Fernando Silva em 04/10/2011 04:52:54
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions