A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 24 de Abril de 2018

28/03/2017 10:36

Deputado diz que foi agredido e que vai à Justiça contra manifestantes

Elizeu Dionísio foi abordado no Aeroporto de Campo Grande nesta terça-feira

Mayara Bueno e Leonardo Rocha
Deputado federal, Elizeu Dionísio (PSDB). (Foto: Arquivo).Deputado federal, Elizeu Dionísio (PSDB). (Foto: Arquivo).
Deputado foi abordado por manifestantes no Aeroporto de Campo Grande. (Foto: Reprodução Vídeo).Deputado foi abordado por manifestantes no Aeroporto de Campo Grande. (Foto: Reprodução Vídeo).

O deputado federal Elizeu Dionízio (PSDB) disse que foi agredido e promete ir à Polícia e à Justiça contra manifestantes. Nesta terça-feira (28), ao chegar no Aeroporto Internacional de Campo Grande, onde embarcou para Brasília, o parlamentar encontrou um grupo de protestantes que começou a gritar palavras de ordem contra ele.

Em um vídeo, divulgado nesta manhã, é possível ver quando manifestantes vão ao encontro de Dionízio. O parlamentar, no entanto, estava acompanhado por seguranças e preferiu não parar para conversar ou dar declaração sobre a reforma. 

Ele continuou andando em direção à seção de embarque. No meio do caminho, houve um começo de "empurra-empurra”.

O deputado afirma que foi abordado assim que estacionou no Aeroporto e logo já começaram a questioná-lo se era contra os trabalhadores. Os manifestantes estavam vestidos com camisetas da CUT (Central Única dos Trabalhadores) e Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), conforme o parlamentar.

Em resposta, Elizeu Dionízio respondeu que era contra o texto original da reforma da Previdência e que não iria se posicionar sobre a atual proposta, pois ainda não tinha conhecimento. Foi quando, de acordo com o deputado, começou a confusão. De gritos de ordem, tapas e chutes, afirma.

“Foi então que eu me encaminhei para o setor de embarque. O vídeo que estão divulgando só mostra o final desta ação. Vou solicitar todas as imagens da Infraero, para que seja divulgado o vídeo completo, também já conversei com meus advogados para registrar boletim de ocorrência e uma ação criminal de reparação de danos contra estas pessoas que promoverem bagunça e agressão”, disse.

Para ele, os protestantes “estão bravos” porque a Câmara dos Deputados votará projetos importantes, como a proposta, de sua autoria, que tira a obrigatoriedade do imposto sindical. “Por isso a esquerda e alguns sindicatos estão me criticando”.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions