A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

23/09/2010 12:56

Deputado precisa da coligação certa para ser eleito

Redação

Os oito deputados federais e 24 estaduais que serão eleitos ou reeleitos no dia 3 de outubro não serão necessariamente os mais votados.

Na divisão das vagas na Câmara dos Deputados e na Assembleia Legislativa, um candidato muito bem votado acaba ajudando companheiros, às vezes com votações inexpressivas, a garantir vagas no parlamento.

Foi o que aconteceu com Enéas Carneiro, o deputado federal mais votado da história do País que, sozinho, conseguiu votos suficientes para eleger seis deputados em 2002.

Na eleição proporcional, os candidatos dependem de dois cálculos: o quociente eleitoral e o partidário. A conta não é simples.

A Justiça eleitoral explica que para participar da distribuição dos lugares na Câmara dos Deputados e nas Assembléias Legislativas, o partido ou coligação precisa alcançar o quociente eleitoral - resultado da divisão do número de votos válidos (excluídos brancos e nulos), pelo total de cadeiras a serem preenchidas em cada Parlamento.

Após calcular o quociente eleitoral, é realizado o cálculo do quociente partidário, que vai dizer a quantidade de candidatos que cada partido ou coligação vai ter no parlamento.

Para chegar ao quociente partidário, divide-se o número de votos que cada partido ou coligação obteve pelo quociente eleitoral. Quanto mais votos as legendas conseguirem, maior será o número de cargos destinados a elas.

Os cargos são preenchidos pelos candidatos mais votados do partido ou coligação.

Só que a conta quase nunca acaba aí. Quando sobram vagas, mesmo depois de preenchidos os quocientes partidários, é feita um novo cálculo: o de distribuição das sobras.

Para esta distribuição utiliza-se a votação válida de cada partido ou coligação que já conquistou vagas, dividida pelo número de vagas obtidas no quociente partidário, mais um, cabendo ao partido ou coligação que apresentar a maior média uma das vagas a preencher.

Temer diz que adiamento da reforma da Previdência foi 'ótimo' para ganhar votos
O presidente Michel Temer procurou mostrar otimismo ao falar sobre a reforma da Previdência ao dar posse ao deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) c...
Diretor da PF entrega ao STF relatório de investigação sobre ministros
O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, entregou hoje (15) à ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), um re...
TRE realiza plantão para cadastramento biométrico neste sábado na Capital
O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) realiza neste sábado mais um plantão para atender eleitores de Campo Grande que ainda nã...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions