A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

04/09/2013 09:18

Deputado quer instituir semana cristã para promover “paz” entre as igrejas

Leonardo Rocha
Deputado quer promover ações em conjunto entre igrejas de denominações diferentes (Foto: Divulgação)Deputado quer promover ações em conjunto entre igrejas de denominações diferentes (Foto: Divulgação)

O deputado estadual Rinaldo Modesto (PSDB) apresentou projeto para instituir já no ano que vem a semana estadual da cultura cristã, que vai promover a interação e trabalhos em conjunto entre igrejas de denominações diferentes, como evangélicas e católicas. O intuito é diminuir os conflitos e brigas entre as igrejas e assim trabalhar em projetos que visem melhorias para a sociedade.

Rinaldo destacou que este evento deve acontecer na segunda semana de agosto e seria conduzido por uma comissão com representantes das igrejas e da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul. “Temos que buscar a paz entre as igrejas de denominação cristã, não podemos é criar conflitos ou discussões entre os membros”, ressaltou o deputado.

Durante esta semana serão realizadas manifestações artísticas, palestras e debates com a participação de corais, bandas gospel, peças de teatro, gincanas, feiras de livros e eventos esportivos. Cada igreja deve realizar a sua inscrição 90 dias antes do evento. “Temos que promover esta interação, buscando valorizar a cultura cristã, sem que haja distanciamento entre as denominações”, destacou Rinaldo.

O projeto será analisado pelas comissões da Assembleia e depois levado ao plenário. Caso seja aprovado, a proposta segue para o crivo do governo estadual que deve analisar a constitucionalidade e viabilidade do evento.

Assembleia recebe prestação de contas e fará limpeza de pauta antes do recesso
A última semana de trabalho do Poder Legislativo de Mato Grosso do Sul em 2017 será aberta com a audiência pública para prestação de contas do govern...
Assembleia vota prorrogação de adesão a fundo que regula incentivos fiscais
A prorrogação até 30 de dezembro do prazo para que empresas beneficiadas com incentivos fiscais concedidos pelo governo do Estado se inscrevam no Fad...
Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...


Parabenizo a intenção do deputado. No entanto, nós candomblecistas e os umbandistas não podemos ficar de fora, desde que o objetivo seja o de promover a união entre as religiões e a valorização das culturas através dos tempos. Afinal de contas, as religiões de Matriz Africana são as mais antigas, antecedendo todas as outras.
Por outro lado, por vivermos num País, conforme a Constituição Federal de Estado "Laico", acredito que o projeto seria inconstitucional se privilegiasse apenas os católicos e evangélicos.
Mãe Zilá ti Oyá - Sacerdotisa do Instituto Sociocultural de Matriz Africana "Ilé Dará Agan Asé Ti Oyá Elegbara Omodé - Fundado em 1989.
 
Zilá Dutra em 04/09/2013 13:58:55
Obrigada Deputado,quem sabe ja esta chegando a hora das Igrejas se unirem como diz a bíblia,louvando ao mesmo Deus,que é único.
 
Teresa Moura em 04/09/2013 10:24:22
Como é que fica a situação das religiões não-cristãs? De fora desta tentativa de aproximação? Vejo nesta atitude muito preconceito religioso!
 
Eugênio de Souza em 04/09/2013 10:24:11
Deverá chamar de semana da conversão. Quem crer em Jesus e já tem compromisso e certeza em Deus, não cria conflito ou inimizade entre igrejas. O maior problema da igreja é não ler a Bíblia ou conferir o que o pastor manda fazer, se tem basamento bíblico.
 
luiz alves em 04/09/2013 09:45:27
E nós, Espiritas e Umbandistas como ficamos?
 
robson reis em 04/09/2013 09:28:53
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions