A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

21/08/2013 12:19

Deputado quer obrigar hospitais a fixar lista de médicos de plantão

Leonardo Rocha
Deputado afirma que o não cumprimento da carga horária de plantão é uma das principais reclamações da CPI (Foto: Divulgação)Deputado afirma que o não cumprimento da carga horária de plantão é uma das principais reclamações da CPI (Foto: Divulgação)

O deputado estadual Amarildo Cruz (PP) protocolou na Assembleia o projeto que obriga os hospitais do Estado a fixar em local visível a lista de médicos plantonistas da unidade de saúde. Segundo ele, está é uma das principais reclamações dos gestores e da população, já que os médicos não cumprem a carga horária estabelecida.

Amarildo ponderou que este projeto surgiu após as inúmeras visitas e reuniões da CPI da Saúde por todo Estado, onde sempre foi apresentado este problema. “Em todas as cidades por onde passamos existe a reclamação que os médicos de plantão não cumprem horário e a população não sabe quem está escalado para aquele dia”, indicou.

O parlamentar ressaltou que não é preciso esperar o relatório final da CPI para buscar uma solução a este problema. “Sabemos que existe a questão da remuneração que é baixa no setor público, porém se o médico está escalado precisa trabalhar, com este projeto iremos saber quem cumpre ou não a carga horária”.

O deputado destacou que não há motivos para a classe médica reclamar da proposta, já que não há intenção de prejudicar ninguém. “Queremos apenas saber a rotina dos médicos e se estão cumprindo com a obrigação, o projeto é a favor da população”, avaliou.

A proposta será encaminhada as comissões do legislativo e depois levada a votação no plenário, caso seja aprovada segue para sanção do governo estadual.

Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...


ops desculpas não são 300 como nos postos de saúde são um pouco menos nos hospitais uns 250...kkkk
 
carla amorim em 21/08/2013 14:31:52
muitos médicos vão deixar de atender nos postos de saúde que já pagam pouco, não oferecem nenhuma estrutura e tem 300 para atender lá,deveriam também criar uma lei com a obrigatoriedade dos parlamentares de cumprirem suas horas de trabalho participarem das sessões que competem ao cargo que ocupam, bem como não ter nenhum tipo de beneficio, não viajarem para festas particulares com aviões "publicos" ,acho que também devemos abrir os olhos para isso e exigir mais.Deixando bem claro que não sou médica mas também devemos cobrar daqueles que querem" mostrar serviço" não é senhor Amarildo?
 
carla amorim em 21/08/2013 14:27:46
que tal fixar lista com parlamentares presentes?
 
Alex André de Souza em 21/08/2013 13:35:58
Com certeza os medic@s nao se ofenderao, afinal tod@s funcionaram publicos tem harario a cumprir . Eu tbm sou funcionaria e sempre cumpro com minhas obrigacoes.
 
jane silva em 21/08/2013 13:05:28
As irregularidades comentadas são praticadas pelo nobre vereador Paulo Siufi. Uma vergonha nossa classe política.
 
nivaldo de almeida sabino em 21/08/2013 12:46:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions