A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

20/11/2014 13:59

Deputados aguardam Azambuja para definirem emendas no orçamento

Leonardo Rocha
Eduardo Rocha diz que deputados estão aguardando Azambuja, para definirem emendas (Foto: Giuliano Lopes/ALMS)Eduardo Rocha diz que deputados estão aguardando Azambuja, para definirem emendas (Foto: Giuliano Lopes/ALMS)
Felipe Orro ressaltou que será importante a participação de Azambuja no orçamento (Foto: Giuliano Lopes/ALMS)Felipe Orro ressaltou que será importante a participação de Azambuja no orçamento (Foto: Giuliano Lopes/ALMS)

Os deputados estaduais aguardam as possíveis mudanças do governador eleito, Reinaldo Azambuja (PSDB), no projeto do orçamento, para então começar a definir suas emendas para 2015, já que segundo eles, alterações tanto nas secretarias, como em repasses de valores para determinadas áreas irão influenciar nesta decisão.

"Estamos esperando o governador, ele já disse que pretende fazer mudanças no orçamento e conversar sobre alterações, esta reunião deve ocorrer na semana que vem, para depois o projeto ser mais discutido na Casa", disse o deputado Eduardo Rocha.

Ele ressaltou que já até resolveu que suas emendas serão direcionadas para 6 ou 7 municípios, entre eles Três Lagoas, Aparecida do Taboado e Paranaíba. "Estas emendas serão direcionadas para asfalto e infraestrutura".

O líder do governo, o deputado Junior Mochi (PMDB), também ressaltou que a indicação de emendas, precisa esperar estas definições do novo governador. "Vamos aguardar, ele vai fazer as alterações que acha melhor, até porque quem vai conduzir os projetos é a sua equipe, temos que saber também se vai haver remanejamento de verbas", disse ele.

O deputado Felipe Orro (PDT) ressaltou que será importante esta participação de Azambuja no projeto de orçamento, para que ele mostre suas prioridades. "Sua participação será essencial". O pedetista disse que novamente vai propor ações para UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), assim como sua autonomia financeira.

Já Márcio Fernandes (PT do B) disse que ainda está analisando suas emendas, mas que já decidiu que serão direcionadas para área de saúde. "Vou novamente focar nesta área, já que é o principal pedido da população e das prefeituras".

Azambuja já declarou que pretende destinar mais recursos para as áreas da saúde e segurança, além de propor mudanças na estrutura do governo, como dividir a Seprotur e fazer uma fusão da Secretaria de Governo, ficando uma única estrutura para Casa Civil e das Relações Institucionais com os Municípios.

Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions