A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 13 de Dezembro de 2019

12/11/2019 12:27

Deputados de MS propõem volta de prisão após condenação em 2ª instância

Parlamentares querem revogar decisão do STF que beneficiou ex-presidente Lula

Jones Mário e Leonardo Rocha
Evander Vendramini e João Henrique Catan apresentaram o projeto de resolução (Foto: Leonardo Rocha)Evander Vendramini e João Henrique Catan apresentaram o projeto de resolução (Foto: Leonardo Rocha)

Os deputados estaduais João Henrique Catan (PL) e Evander Vendramini (PP) apresentaram projeto de resolução que prevê mudar a Constituição Federal e revogar decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) que, na semana passada, decidiu contra prisão após condenação em segunda instância.

Segundo os articuladores da proposta, se metade das Assembleias Legislativas aprovarem o mesmo texto, o grupo poderá apresentar PEC (Proposta de Emenda à Constituição) no Congresso Nacional.

Já tramitam nas duas casas legislativas em Brasília (DF) propostas similares à apresentada por Catan e Vendramini. Porém, a dupla acredita que texto próprio é uma forma de pressionar deputados federais e senadores.

De acordo com o deputado do PL, o movimento pela aprovação de projetos de resolução nas Assembleias de todo Brasil “está nascendo aqui no Estado”. Os articuladores do texto afirmaram que vão entrar em contato com parlamentares de outras federações.

A decisão do STF, tomada na última quinta-feira (7), beneficiou o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, solto no dia seguinte após determinação da Justiça Federal. O petista foi condenado no caso do triplex no Guarujá (SP), acusado de ganhar o imóvel como pagamento de propina.

O STF definiu que réus condenados só podem ser presos após o trânsito em julgado, ou seja, depois de esgotados todos os recursos.

No Brasil, a prerrogativa contempla aproximadamente 5 mil presos após condenação em segunda instância.

As prisões cautelares, comuns em situações em que a Justiça vê risco à sociedade, não são afetadas pela decisão, que também não interfere em casos de crimes hediondos.

O que era rápido, melhorou! Seja exclusivo, cadastre o telefone (67) 99981 9077 e receba as notícias mais lidas no Campo Grande News pelo seu WhastApp. Adicione na sua lista de contato, mande um "OI", e automaticamente você será cadastrado.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp


Algumas imbecilidades desses nossos deputados:
1)PEC é assunto para deputados federais e senadores.
2)Os deputados estão "jogando para a torcida". Sabem que essa proposta não interessa pra ninguém e não passa no congresso. Os deputados podem ser "vítimas" das prisões.
Tudo não passa de firula.
 
Critico em 12/11/2019 14:02:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions