A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

28/01/2011 10:39

Assembleia mantém valor da verba indenizatória

Paulo Fernandes

Valor de R$ 11.250 pode ser usado para ressarcir despesas diversas.

Um ato da Mesa Diretora, republicado na edição desta sexta-feira do Diário Oficial, manteve em R$11.250,00 a verba indenizatória destinada a ressarcir despesas pagas pelos deputados. Na prática, cada deputado pode receber, por mês, R$ 31.292,35.

A verba indenizatória é somada aos salários dos deputados de R$ 20.042,35, que inclui também ajuda de custo e cotas de serviço e verbas destinadas aos parlamentares e respectivos gabinetes.

Já a verba indenizatória pode ser utilizada para reembolsar despesas com aluguel, condomínio, IPTU, água, telefone fixo e móvel e energia elétrica de imóveis utilizados como escritórios de apoio a atividade parlamentar.

O dinheiro pode ser utilizado para reembolsar despesas com aluguel, condomínio, IPTU, água, telefone fixo e móvel e energia elétrica de imóveis utilizados como escritórios de apoio a atividade parlamentar.

A verba também pode ser usada para a locomoção do parlamentar, de assessores parlamentares vinculados ao gabinete, incluindo passagens, locação de meios de transporte e hospedagem, alimentação, e pagamento de combustíveis e lubrificantes.

Os deputados podem, inclusive, aplicar verba indenizatória em consultorias, assessorias, pesquisas e trabalhos técnicos.

A lista de despesas que podem ser pagas por meio da verba indenizatória tem ainda divulgação da atividade parlamentar; aquisição de material de expediente; e compra ou locação de software, serviços postais, assinatura de publicações, de TV a cabo ou similar, acesso a internet e locação de móveis e equipamentos e de serviço de segurança prestado por empresa especializada.

Para receber os reembolsos, os deputados precisam comprovar os gastos e seguir uma lista de exigências, que inclui limites para alguns tipos de despesas.

A lei deixa claro que não serão objeto de reembolso ou pagamento as despesas com acompanhantes, passagens, telefonemas, serviços extras de caráter pessoal.

Os salários dos deputados foram reajustados até o teto (75% do vencimento dos deputados federais) em dezembro passado, após aprovação pela Câmara Federal dos reajustes dos parlamentares federais.

Até então o salário dos estaduais era de 12.375.



Ridículo maior falta de altruísmo, patriotismo, não existe o pensar no coletivo enquanto parlamentares se refestelam com dinheiro público, crianças e idosos morrem sem direito ao básico, não podemos mais pagar por esta anarquia moral na sociedade, temos de achar o caminho do socialismo original urgente.
 
Donatela Bianchi Castro em 28/01/2011 12:55:10
Dá nada, Brasil sil sil... Quando um policial pede aumento para que pelo menos passe de 2000r$ BRUTO toda população acha um absurdo né...
 
mario sergio em 28/01/2011 12:46:33
Nada como viver num país sem problemas de espècie alguma. Mas os culpados somos nós mesmos, que na hora de votar, escolhemos mal. Colocamos estes personagens fictícios para nos representarem. Enquanto ficarmos calados, seremos surrupiados o tempo todo. Indignação è pouco, isso è uma vergonha mesmo. Basta, como è difícil passar este país a limpo.
 
Fernando Leiria em 28/01/2011 12:35:03
Meu Brasil, ta certo isso mesmo, por isso que o Brasil não vai para frente ...
 
Mariana Marques em 28/01/2011 12:16:12
E o governador falando em cortar gastos,quer xingar alguém?chame-o de político. o nosso dicionário já deveria ser reformulado e certamente a palavra político virá com outros significados.
 
NILSON FRANCO DE OLIVEIRA em 28/01/2011 12:13:07
Mais uma vez somos tratados como palhaços. O povo do Brasil inteiro é descaradamente saqueado por essa praga que consome o dinheiro público. Agora pede para votarem pautas que interessem a população ou que favoreça a maioria que votaram neles. Mas nem que a vaca "tuça". Vergonha é pouco, isso não tem nome no dicionário. Fica aqui minha repugnação e indignação.
 
Angelo M de Souza em 28/01/2011 11:37:24
O Ari Rigo disse a verdade naquela gravação, ninguém la dentro tira menos de 120 mil, eles dizem 31 mil, mais nao é!!!
E a saúde, educação e transportes estão ótimos né????
Que vergonha!!!!!!!!!!
 
Ewerton tabosa em 28/01/2011 04:56:36
Meu Deus onde vamos parar com estes atos desumanos e crueis , esta gente entra para a politica e se não bastasse estes salarios abusivos esta gente nos brinda com administrações imcompetentes e suspeitas , devo dizer que quase cem por cento deles não tem capacidade para trabalhar no setor privado por imcompetencia, e ai migram para o setor publico onde nos brindam com sua incapacidade e crueldade, sim crueldade pois conhecem as dificuldades do povo mas não fazem nada , e ainda sse acham no direito de nos cobrarem um alto preço por estes serviços imcompetentes, mas quero dizer que o culpado é o povo que não reclama e ainda vota nestes sanguessugas.
 
jairo borges em 28/01/2011 03:29:43
Depois acham injusta a greve dos agentes de saúde...
Coerência zero.
 
Valter Cruvinel em 28/01/2011 02:43:37
Verdade, isso é uma vergonha, nós não temos direito de nada em nosso País, infelizmente temos que engolir essas coisas guela a baixo....A saúde...meu Deus, o atendimento nos postos super precários, a falta de respeito com o ser humano independente de sexo ou idade ou classe social somos destratados, os médicos que se dizem Doutores mal olham em nosso rosto para fazer um atendimento descente, tudo é virose, não pedem um exame...outro dia chequei com muita dor de cabeça, o Sr. Drº nem me perguntou quanto tempo eu tenho dor, se é normal ou não, simplesmente mandou tomar injeção na veia e mandou pra ksa, nem me disse que precisava ver o que estava causando tal dor...essés são os nossos profissionais ......realmente uma vergonha....salário óóó
 
Sandra Regina em 28/01/2011 02:35:41
E AINDA PEDEM PRA OLHARMOS BEM, E VOTARMOS , IMAGINE VOTAR NUNCA MAIS DOU MEU VOTO PRA NINGUEM .........
 
VERA CANUTO DA SILVA em 28/01/2011 02:26:39
É muito lamentável, não há palavras para descrever tamanha aberração.
 
Luiz Carlos Togneti em 28/01/2011 02:16:15
por estas e outras parei de assinar jornais ,pois ,cada vez que leio uma noticia dessas minha pressao sob.isso e uma vergonhaaaaaaaaaaaaa
 
luiz serra em 28/01/2011 02:04:09
Por isso que quem entra na política não quer sair mais!!. E a maioria dos brasileiros tendo que viver com salário minimo, e os políticos ainda acham que é muito, e acrescentam os "IPES" da vida (IPTUS) . Tá explicado o porque dos aumentos abusivos dos IPTUS. temos que pagar os sálários abusivos dos deputados. E ainda falam em dignidade!!!!
 
Ari Rickiel em 28/01/2011 01:58:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions