ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  05    CAMPO GRANDE 26º

Política

Deputados mantêm veto sobre restrições ao uso de telemarketing

Projeto proibia ligações de telemarketing fora do horário comercial, assim como no fim de semana e feriados

Por Leonardo Rocha | 13/03/2019 14:15
Deputados Paulo Correa (PSDB), Zé Teixeira (DEM) e Eduardo Rocha (MDB), na mesa diretora (Foto: Assessoria/ALMS)
Deputados Paulo Correa (PSDB), Zé Teixeira (DEM) e Eduardo Rocha (MDB), na mesa diretora (Foto: Assessoria/ALMS)

Os deputados mantiveram o veto do governo estadual, em relação ao projeto que estabelecia restrições aos serviços de telemarketing, em Mato Grosso do Sul. A medida previa, por exemplo, que as ligações de cobranças e vendas, deveriam ser feitas apenas de segunda a sexta-feira, das 8h até às 18h, no chamado horário comercial.

A proposta do ex-deputado Amarildo Cruz (PT) foi aprovada na Assembleia, no entanto o governo estadual vetou, por alegar não ser de competência do legislativo, propor tais mudanças. Por isso foi vetado o artigo 7, justamente o que tratava da proibição das ligações nos sábados, domingos e feriados.

A votação em plenário foi de 13 votos a favor (veto) e cinco contra, por isso a matéria foi arquivada. O deputado João Henrique Catan (PR) tentou convencer os colegas, que as medidas não eram inconstitucionais, já que segundo ele, quando se trata de defesa ao consumidor, a proposta de legislar pode ser “concorrente” entre União e estados.

“O próprio Código de Defesa do Consumidor, que é uma lei federal, permite esta concorrência. Existem muitos abusos de empresas e operadoras ao ligar para vender produtos ou fazer cobranças em dias de descanso do consumidor”, disse o parlamentar, durante a sessão.

Já o deputado José Carlos Barbosa (DEM), líder do Governo, defendeu o veto, por citar que já existe uma lei federal, de fevereiro de 2009, que permite ao consumidor recorrer ao Procon, para não receber tais ligações no fim de semana. “Também fere a livre iniciativa, pois muitos consumidores podem querer receber tais ligações, no fim de semana e feriados, se houver proibição atinge a todos”.

O restante do projeto que não trata das restrições sobre ligações (telemarketing), vai seguir para sanção do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), já que o veto do poder executivo foi parcial, ou seja, vai anular apenas uma parte da proposta.