A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Agosto de 2017

26/02/2015 09:12

Desembargador encerra trajetória de 25 anos dedicados a Tribunal de Justiça

Michel Faustino
Desembargador dedicou mais de 35 anos a magistratura sul-mato-grossense. (Foto: Divulgação/TJMS)Desembargador dedicou mais de 35 anos a magistratura sul-mato-grossense. (Foto: Divulgação/TJMS)

Prestes a completar 70 anos, o desembargador Oswaldo Rodrigues de Melo se despediu nesta quarta-feira (25) do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul órgão a qual dedicou cerca de 25 anos de sua trajetória na magistratura sul-mato-grossense.

Na sessão de despedida, Oswaldo agradeceu aos magistrados pelos anos passados juntos na Corte, a cada assessor de seu gabinete, aos familiares e aos servidores do Poder Judiciário.

“Depois de 35 anos na magistratura sul-mato-grossense, dos quais quase 25 neste Tribunal, mais de três décadas se passaram desde 1979, quando oito candidatos foram aprovados no primeiro concurso para magistratura de MS. Sou o último da turma a se aposentar, o remanescente”, contou.

Em seu discurso, o desembargador lembrou de sua trajétória, falou das comarcas pelas quais passou e agradeceu a confiança e o carinho recebidos ao longo da carreira, do amor à causa da justiça. “Aposentadoria é o coroamento da carreira e um momento de júbilo, não de desânimo. É quando alcançamos uma justa posição. (…) Combati o bom combate, guardei minha fé”, finalizou.

O decano da mais alta Corte de justiça sul-mato-grossense, desembargador Claudionor Miguel Abss Duarte, enalteceu as qualidades do colega aposentando.

“Juiz talentoso e garantista, reconhecido por sempre levar em consideração, em suas decisões, os princípios constitucionais. Com voz modulada pela experiência, e como um magistrado operoso, deixa o gabinete zerado, circunstância que, por si só, o coloca como um exemplo a ser seguido”, disse

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador João Maria Lós, lembra que conheceu o Oswaldo desde que ingressou na magistratura em 1981.

“Desde 1997, quando cheguei ao Tribunal, tenho convivido quase diariamente com ele e tive a oportunidade de estreitar os laços de amizade. Nossa aproximação só fez aumentar minha admiração por ele. Sua saída do Judiciário é uma grande perda e esperamos que esta nova fase da vida seja coberta de alegria e felicidade”, completou Lós.

Trajetória - Natural de Piumhi (MG), Oswaldo dedicou mais de trinta anos a julgar e distribuir justiça. Foi nomeado em novembro de 1979 para judicar em Bela Vista e, em junho de 1981, promovido à Vara Criminal de Aquidauana.

Em setembro de 1986, foi promovido para entrância especial e judicou na 4ª Vara Criminal de Campo Grande. Alcançou o ápice da carreira ao ser promovido ao cargo de desembargador, em agosto de 1990.

Atuando em segundo grau, Oswaldo presidiu o Conselho de Supervisão dos Juizados Especiais, a Seção Criminal, a 2ª Câmara Criminal, a Comissão de Organização e Divisão Judiciária, a Comissão Política de Recursos Humanos, a Comissão Técnica de Racionalização dos Serviços Judiciais e a 2ª Câmara Cível.

Foi eleito Vice-Presidente do TJMS, nos biênios 1993/1994 e 1997/1998. Foi Vice-Presidente e Corregedor Regional do TRE/MS, no biênio 2005/2006 e exerceu o cargo de Presidente do TRE/MS, no biênio 2007/2009.

Câmara adia de novo votação da PEC que cria distritão e fundo eleitoral
Após várias tentativas de votação nesta terça-feira (22), a análise da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 77/03, que altera o sistema político-e...
Câmara aprova parcelamento de dívidas de Estados e municípios com o INSS
A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça-feira, 22, em plenário, a medida provisória 778/2017, que permite Estados e municípios parcelarem...
Votação da PEC do fim das coligações será retomada nesta quarta-feira
A Comissão Especial da PEC 282/2016, que propõe o fim das coligações partidárias e estabelece cláusula de barreira, teve que suspender o processo de ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions