A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

17/03/2016 09:05

Diálogos entre Dilma e Lula confirmam interferência na Lava Jato, diz Delcídio

Mayara Bueno
Delcídio do Amaral (sem partido). (Foto: Arquivo)Delcídio do Amaral (sem partido). (Foto: Arquivo)

Em reação às divulgações dos grampos em que o ex-presidente Lula e a presidente Dilma Rousseff, ambos do PT, conversam sobre ações para conter a Operação Lava Jato, o senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS) comentou que a gravação “corrobora” com o que ele falou.

A declaração foi publicada coluna Radar Online, da Revista Veja, no fim da noite de quarta-feira (16), quando aconteceu uma série de manifestações contra Lula ministro, Dilma e o PT. “Tudo isso que está acontecendo corrobora com o que eu falei.

"Alguém agora tem alguma dúvida de que o governo estava interferindo na Lava Jato?”, traz um trecho da publicação.
Na conversa de Dilma e Lula, os petistas falam sobre a entrega de termo de posse de ministro ao ex-presidente, o que seria uma forma de tentar obstruir a Lava Jato. Por outro lado, há quem questione a legalidade das gravações.

Em sua declaração, o senador ainda foi irônico sobre o fato do ex-presidente e da presidente terem sido grampeados em conversa tentando obstruir as investigações, a exemplo do que ocorreu com ele. “O veneno do escorpião que me picou vai acabar com o governo”.

Por fim, ele comentou ainda o fato de ter sido chamado de “canalha” pelo ex-ministro da Casa Civil, que será nomeado secretário-executivo do gabinete, Jaques Wagner. “Para mim foi um elogio!”.

A semana na política do País tem sido agitada desde o início da semana. Primeiro, a homologação do STF (Supremo Tribunal Federal) sobre a delação de Delcídio, com a divulgação do conteúdo na íntegra. No mesmo dia, trechos de conversas de Aloisio Mercadante, ministro da Educação, que ofereceu dinheiro e benefícios para evitar a delação, com um assessor de Delcídio do Amaral.

Ontem, Lula aceitou o convite para ministro da Casa Civil, cargo que tomará posse daqui a pouco, em Brasília. A solenidade está prevista para as 10 horas de Brasília, às de Mato Grosso do Sul.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions