A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

15/05/2010 18:59

Dilma passa Serra em pesquisa do Vox Populi

Redação

Pesquisa do Instituto Vox Populi divulgada neste sábado mostra, pela primeira vez, a pré-candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff à frente do pré-candidato do PSDB, o ex-governador de São Paulo, José Serra.

O levantamento traz Dilma com 37% das intenções de voto, empate técnico com Serra, que tem 34% na pesquisa estimulada. A margem de erro do levantamento é de 2,2%, para mais ou para menos.

Dois mil eleitores, de 117 cidades nas cinco regiões brasileiras, foram ouvidos na pesquisa. No eventual segundo turno, Dilma e Serra também empatariam, com 40% e 38%, respectivamente, dentro, portanto, da margem de erro de 2,2%.

De acordo com o Correio Braziliense, a pesquisa de intenção de voto espontâneo, quando o eleitor abordado pelos pesquisadores diz em quem vai votar, também aponta a liderança de Dilma Rousseff.

Ela aparece com 19% das intenções de voto, enquanto o tucano tem 15%. Em janeiro, cada candidato obteve 9% das intenções de votos espontâneos.

A candidata do PV, a ex-ministra Marina Silva, consolidou-se na terceira posição da pesquisa estimulada de intenção de voto, com 7%.

As regiões onde Dilma Rousseff é mais lembrada são o Nordeste (44%) e o Norte (41%). Serra lidera no Sul (44%) e está tecnicamente empatado com a petista no Sudeste.

A pesquisa Vox Populi mostrou um crescimento de três pontos na influência de Lula na hora do voto. Dos entrevistados, 33% disseram que votariam "com certeza" num nome indicado pelo presidente. Em janeiro eram 30%.

Parte dos eleitores, 30%, respondeu que "poderia votar" num nome indicado pelo presidente, mas isso dependeria de quem é o candidato. Dos entrevistados, 10% disseram que não votariam num nome apontado por Lula e outros 24% disseram que não levam isso em conta na hora da escolha.

A pesquisa também mostrou a força dos governadores na hora do voto. Dos entrevistados, 15% disseram que votariam "com certeza" no nome apontado pelo chefe do Estado. Outros 36% disseram que poderiam votar no nome indicado a depender de quem fosse o candidato.

Um grupo de 15% dos eleitores disse que não votaria em ninguém a pedido do governador e 30% disse que não leva isso em conta.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 7 de maio de 2010, sob o número 11.266/2010. As duas mil pessoas foram entrevistas entre os dias 8 e 13. A pesquisa foi encomendada pela Rede Bandeirantes de Televisão.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions