A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2018

17/06/2018 12:05

Direção da Umam toma posse e põe regularização de áreas como prioridade

Posse de José Godim foi acompanhada pelo governador Reinaldo Azambuja; entidade também pleiteia isenção de taxas cartorárias

Humberto Marques e Kleber Clajus
Governador assinou doação de área para Associação de Moradores do Bonança e chancelou posse da da direção da Umam. (Fotos: Kleber Clajus)Governador assinou doação de área para Associação de Moradores do Bonança e chancelou posse da da direção da Umam. (Fotos: Kleber Clajus)

Reeleito presidente da Umam (União Municipal de Associações de Moradores), José Godim tomou posse neste domingo (17) em ato na Câmara Municipal de Campo Grande, na presença do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e outros representantes da administração estadual. Para o novo mandato, o dirigente comunitário afirma que a meta envolve a regularização de áreas de associações de moradores na Capital, além de tentar emplacar a isenção de taxas cartorárias para documentos das entidades.

Apenas em Campo Grande, Godim informou que a Umam conta com 282 entidades filiadas. “Uma de nossas principais metas é trabalhar pela valorização e o reconhecimento dos líderes comunitários”, disse o presidente.

Godim destacou que pretende iniciar discussões visando a reforma de imóveis e regularização de áreas das entidades comunitárias na cidade. Neste sentido, durante a posse, Reinaldo e a secretária Maria do Carmo Avesani (Habitação) assinaram no local a doação de uma área no Jardim Bonança –sul da cidade– para a entidade comunitária, que até então funcionava em uma área provisória.

Nair Ayala, presidente da Associação de Moradores e Amigos do Bonança, afirma que o esforço foi possível após levantamento de documentos. “Agora vamos atrás de financiamento de R$ 600 mil para a reforma da estrutura atual, da quadra e a construção de uma academia ao ar livre para a comunidade idosa”, detalhou.

A Umam deve focar, agora, em projeto que permita “isenção ou, ao menos, a redução, das taxas cartorárias sobre atas e outros documentos”, explicou o presidente. A intenção é cobrar do governo estadual um dispositivo que permita essa vantagem às entidades.

Reinaldo, Maria Avesani e o secretário Carlos Alberto Assis (Administração e Desburocratização) assinaram a ata de posse da Umam chancelando o processo.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions