A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

26/10/2013 12:49

Dirigente diz que PPS não estuda abandonar administração de Bernal

Zana Zaidan
Aldo Donizete, diretor da Funsat só abandona cargo se Bernal for cassado (Foto: João Garrigó)Aldo Donizete, diretor da Funsat só abandona cargo se Bernal for cassado (Foto: João Garrigó)

O diretório municipal do PPS em Campo Grande descarta a possibilidade de abandonar a base do prefeito Alcides Bernal (PP) caso ele não cumpra quatro medidas recomendadas pelos partidos que, até então, apóiam a administração do progressista.

Segundo o presidente municipal do partido, Aldo Donizete, Bernal se mostrou disposto a acatar as mudanças propostas pelo próprio PPS, PT, PMDB e PV na última segunda-feira (22), que incluem a composição de conselho político que o ajude a governar a cidade; nomeação imediata de um coordenador político da administração para estabelecer relação com as instituições e a Câmara de Vereadores; recomposição de seu governo com novos forças partidárias; e imediata reabertura de diálogo com a Câmara.

Para Donizete, a nomeação deve ser partidária, e não por escolha do prefeito. “Cabe ao prefeito escolher qual partido seria contemplado com a coordenação política da administração, e o partido é que indicaria um nome. Diferente do que aconteceu com a Leila, e o Chadid, que trouxe um desgaste para a prefeitura que queremos evitar”, defende. Leila e Chadid foram nomeados secretários por escolha de Bernal, e não por indicação do PSDB.

Ao contrário do que aconteceu nas pastas de Esporte e Educação, Donizete foi indicado pelo PSS para assumir a Funsat (Fundação Social do Trabalho). “Fomos bem contemplados e o prefeito tem dado as condições necessárias para fazermos nosso trabalho na Fundação”, diz.
Tanto que Donizete afirma que só entrega o cargo caso o prefeito seja, de fato, cassado.

“Não acreditamos nessa possibilidade de cassação. Com essas recomendações que apresentamos na segunda-feira o prefeito vai superar essa etapa. Se isso acontecer, eu abandono a Funsat, não terias condições de continuar. Não posso falar pelo partido, se um novo nome seria indicado, mas se for concretizada (a cassação), o partido vai reavaliar o quadro e decidir os rumos”, comenta o presidente do diretório municipal.




Nos bastidores da politica o pps já e conhecido como partido da boquinha portanto não vai mesmo deixar o bernal.
 
antonio carlos em 26/10/2013 17:48:48
O PPS, Luiza Ribeiro, sempre vai apoiar quem estiver no governo, depois de anos com Zeca, depois Puccinelli, Nelsinho, agora estão com Bernal na capital e no estado apoiam Puccinelli ao mesmo tempo! Qual a ideologia? A ideologia é apoiar o governo sempre!
 
Áureo Torres em 26/10/2013 15:13:09
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions