ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, SEXTA  03    CAMPO GRANDE 29º

Política

Dos 15 vereadores que não se reelegeram, maioria teve menos de 2 mil votos

A maioria segue como suplente de suas legendas na Câmara Municipal de Campo Grande

Por Leonardo Rocha | 15/11/2020 23:48
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
Vereadores durante sessão na Câmara Municipal (Foto: Divulgação - CMCG)
Vereadores durante sessão na Câmara Municipal (Foto: Divulgação - CMCG)

Dos 27 vereadores que tentaram a reeleição em Campo Grande, 15 não foram eleitos para mais um mandato na Câmara Municipal. A maioria ainda segue na condição de “suplente”, no entanto, para voltar ao Legislativo, precisam esperar que um dos parlamentares vencedores desista da cadeira ou tenha a candidatura contestada.

Deste grupo, o mais votado que não se reelegeu foi Francisco Gonçalves (PSB), que teve 4.223 votos, ficando na condição de primeiro suplente do seu partido. Depois aparece Ademir Santana (PSDB) com 4.118. Em seguida Chiquinho Telles (PSD), que inclusive é o atual líder do prefeito, que computou 3.628 votos.

Em seguida aparece Eduardo Cury (DEM) com 2.789 votos, seguido por Lívio Leite (PSDB), segundo suplente do ninho tucano. A lista continua com Junior Longo (PSDB), com 2.579, Eduardo Romero (Rede), que fez 1.851 e Wellington Oliveira (PSDB), com 1.811.

Wilson Sami (MDB) teve 1.679, já Odilon de Oliveira (PSD) 1.534 votos. Em seguida ainda tem Antônio Cruz (PSDB), com 1.497, Jeremias Flores (Avante), que computou 1.306, assim como Cida Amaral (PSDB) 1.281 e Cazuza (PP), que teve 1.278. O vereador com menos votos foi Hederson Fritz (PSD), com 851.

Foram reeleitos: Carlos Borges (PSDB), João César Mattogrosso (PSDB), Gilmar da Cruz (Republicanos), João Rocha (PSDB), Valdir Gomes (PSD), Otávio Trad (PSD), Willian Maksoud (PTB), Roberto Santana (Republicanos), Epaminondas Vicente (SD), Loester Nunes (MDB), Ayrton Araújo (PT) e Dharleng Campos (MDB).

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário