A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

03/11/2010 17:35

Eleição da bancada federal de MS custou quase R$ 24 mi

Redação

A bancada federal eleita de Mato Grosso do Sul declarou à Justiça Eleitoral gasto de R$ 24 milhões na campanha deste ano.

Enquanto as campanhas dos dois senadores eleitos (Delcídio do Amaral, do PT, e Waldemir Moka, do PMDB) custaram R$ 8,7 milhões, os oito deputados federais da próxima legislatura (2011-2014) gastaram outros R$ 13,1 milhões para serem eleitos ou reeleitos.

Entre os novos deputados federais, as campanhas mais caras foram a do tucano Reinaldo Azambuja, com gasto de R$ 3,07 milhões, e do republicano Edson Giroto, com investimento de R$ 3,02 milhões.

Na sequência aparecem o deputado federal reeleito Vander Loubet (PT), com gasto no valor de R$ 2,7 milhões, e o ex-secretário municipal de Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), em R$ 1,1 milhão.

O deputado federal Antonio Carlos Biffi (PT) teve investimento de R$ 991 mil na reeleição e os peemedebistas Marçal Filho e Geraldo Resende, reeleito, tiveram campanhas de, respectivamente, R$ 892 mil e R$ 712 mil.

Já o ex-presidente da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil) Fábio Trad (PMDB) declarou ter feito uma campanha de R$ 581 mil.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions