A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

18/09/2012 12:58

Eleição para diretor e novas escolas em tempo integral dominam debate

Aline dos Santos

Aos candidatos, professores apontaram problemas como drogas e fechamento de sala de aula

Candidatos debateram propostas para educação nesta terça-feira. (Foto: Rodrigo Pazinato)Candidatos debateram propostas para educação nesta terça-feira. (Foto: Rodrigo Pazinato)

Eleição direta para diretor e ampliação das escolas em tempo integral foram os temas predominantes no debate promovido pela ACP (Sindicado Campo-Grandense dos Profissionais da Educação Pública) com os candidatos a prefeito nesta terça-feira.

Candidato pelo PMDB, Edson Giroto afirmou que vai ampliar as escolas em tempo integral, que vão passar a atender também alunos do 6º ao 9º ano. Pagamento de piso salarial de R$ 1.454 por 20 horas e implantação de um 1/3 de hora-atividade para planejamento integram a lista de compromisso do peemedebista.

Sobre a eleição direta para diretor de escolas e Ceinfs (Centro de Educação Infantil), Giroto explicou que, atualmente, a eleição para diretor é uma seleção com a participação de escolas, ACP e Semed (Secretaria Municipal de Ensino). “Vai ser discutido junto com a ACP. O PNE [Plano Nacional de Educação] assim exige”, afirma sobre eleição direta nas escolas.

O petista Vander Loubet prometeu eleição direta e fazer com que a educação em tempo integral chegue a 30% em quatro anos. O candidato do PT afirmou que vai ampliar a rede de Ceinfs, que, hoje, segundo ele, tem déficit de 33 mil vagas. Outra proposta foi a redução de alunos nas salas de aulas.

Sidney Melo, candidato do Psol, defendeu a implantação de 1/3 de hora atividade, eleição direta na Reme (Rede Municipal de Ensino). “Educação não é favor do município. Os professores vão ter segurança física e emocional”, afirma.

Marcelo Bluma (PV) pregou a construção da sustentabilidade, eleição democrática para gestão das escolas e que a educação infantil seja vinculada à secretaria de Educação.

Candidato do PSDB, Reinaldo Azambuja também defendeu que a secretaria de Educação administre integralmente os Ceinfs. Segundo o tucano, será implantada a jornada de trabalho com tempo para planejamento das aulas. “Vamos contratar os mil professores para cobrir a lacuna”, afirma. Conforme o candidato, seu plano de gestão inclui eleição direta e informatização de escolas.

Alcides Bernal (PP) afirmou que vai implantar as propostas apresentadas no debate. Ele relatou que estudou em escola pública e que conhece a realidade dos professores por ter vários profissionais da educação na família. Suel Ferranti (PSTU) não compareceu ao debate, realizado no teatro Glauce Rocha, por conta do falecimento de sua irmã.

Boca-de-fumo e saúde – Numa das rodadas do debate, os professores fizeram perguntas diretamente aos candidatos. Os profissionais apontaram dificuldades como insegurança, devido a bocas-de-fumo nas imediações dos colégios, fechamento de salas de aula, falta de reformas nas escolas e rotina estressante que leva ao afastamento dos professores do ambiente escolar.



NÃO ADIANTA AUMENTAR O NÚMERO DE CEINFS E NÃO DAR UMA INFRAESTRUTURA ADEQUADA E SUPORTE, ALGUMAS CEINFS DE BAIRROS MAIS AFASTADOS NÃO TEM CONDIÇÕES NENHUMA DE ESTAREM FUNCIONANDO E DAR UM MELHOR ATENDIMENTO AS CRIANÇAS. QUANTO AO HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO É UMA VERGONHA, NA CEINF QUE MINHA FILHA FICA ELAS QUEREM QUE BUSQUE ATÉ AS 16:30, CASO CHEGUE UMAS 17:00HS ELAS RECLAMAM. É UMA PALHAÇADA!
 
Caroline Santos em 19/09/2012 09:47:52
Espero q estejam dizendo a verdade qto ao piso salarial, e acréscimo de duas horas samanal de planejamento como consta LDB. Penso q essas duas aulas deveriam ser preenchidas com aulas de música ou musicalização, já q a música desenvolve atenção, acuidade auditiva, concentração, postura, cultura, boas maneiras, enfim fica a dica para os políticos e o futuro secretário de educação.

 
Marilu Vieira em 19/09/2012 09:37:55
SE IRÃO PUBLICAR MEU COMENTÁRIO EU NÃO SEI MAS ACHO COMPLICADO O GIROTO PROMETER CUMPRIR ESSAS COISAS JÁ QUE É APOIADO POR UM GOVERNADOR QUE CHAMA PROFESSOR DE VAGABUNDO E ENTRA NA JUSTIÇA CONTRA DIREITOS GARANTIDOS PARA ESSA CLASSE DE TRABALHADORES.
 
Léia Ortiz em 19/09/2012 08:47:41
o mais engraçado é que em debates a maioria dos candidatos falam em números e índices , mas até hoje o que temos é uma educação frágil (não fraca) , mas frágil , temos uma saúde que é vergonhosa e ainda a maior parte dos problemas que campo grande enfrenta são simplesmente esquecidos e ignorados. precisamos de mudanças que realmente faça dessa cidade um lugar cada vez melhor, chega de PALHAÇADA.
 
GABRIEL GUIMARÃES em 19/09/2012 01:06:42
Não sei da onde o Vander tirou 33 mil a necessidade, em apresentação da SAS aos promotores que participei o pedido de vaga (pessoas que procuram CEINF) é 21 mil e oferta de vagas é 17 mil, de onde ele tirou este número louco?
 
andrey Fontenello em 18/09/2012 03:51:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions