A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

29/06/2011 22:51

Em Brasília, Nelsinho garante liberação de R$ 338 milhões para Campo Grande

Débora Diniz, de Brasília

Ministro das Cidades afirma que recurso começa a ser liberado na próxima semana

Ministro Mário Negromonte deu a notícia ao prefeito Nelsinho Trad e aos congressistas Edson Giroto e Waldemir Moka (Foto: Divulgação)Ministro Mário Negromonte deu a notícia ao prefeito Nelsinho Trad e aos congressistas Edson Giroto e Waldemir Moka (Foto: Divulgação)

O ministério das Cidades começa a liberar na próxima semana R$ 338 milhões dos programas Pro-Transporte – Corredores Estruturais e o PAC da Mobilidade Urbana para Campo Grande. A afirmação foi feita hoje, em Brasília, pelo titular da pasta, Mário Negromonte, em audiência com o prefeito da Capital, Nelsinho Trad (PMDB). O ministro também afirmou que pretende vir a Campo Grande para assinar o convênio de transferência de recursos dos cofres da União para a prefeitura. O Projeto de Mobilidade Urbana prevê investimentos da ordem de R$ 280 milhões.

Do montante, R$ 20 milhões serão destinados à construção de cinco terminais; outros R$ 7,5 milhões para reforma de sete unidades; R$ 160 milhões para construção de 68,4 quilômetros de corredores de transporte coletivo; R$ 9,7 milhões para implantar 56 quilômetros de ciclovias; R$ 4,5 milhões para modernização do sistema de controle eletrônico; R$ 67,3 milhões para intervenções viárias e R$ 9,5 milhões para estações de pré-embarque.

O Pró Transporte prevê investimentos de R$ 58 milhões e tem a meta de asfaltar 100% das linhas de ônibus da Capital, vai beneficiando moradores de 30 bairros. Os recursos se destinam à implantação, recuperação e requalificação de vias exclusivas para veículos de transporte coletivo, terminais de grande e pequeno porte, pontos de conexão entre linhas, abrigos nos pontos de parada, obras de acessibilidade de pedestre e ciclistas às vias.

O programa é custeado com recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e sua viabilização foi conseguida no ano passado por Nelsinho junto ao Conselho Monetário Nacional, que autorizou o empréstimo para execução da obra.

A audiência com o ministro também foi acompanhada pelo deputado federal Edson Giroto (PR-MS), os senadores Waldemir Moka (PMDB-MS) e Wellington Roberto (PR-PB), e pelo diretor-presidente da Agência Municipal de Transporte e Trânsito, Rudel Espindola Trindade Júnior.

O ministro Mário Negromonte afirmou que pretende vir a Campo Grande para assinar o convênio (Foto: divulgação)O ministro Mário Negromonte afirmou que pretende vir a Campo Grande para assinar o convênio (Foto: divulgação)


Muito bom...Mas será que agora ele vai cumprir promessas de campanha???Como recapear as ruas do centro e bairros q estão uma vergonha???Será que ele vai implantar a "ONDA VERDE", nos semafóros???Vou mais além deve ria criar um sistema monitorado e servo-assistido para desafogar o trânsito, nos cruzamentos onde temos problemas em horários de pico, Campo Grande já merece algo assim...
 
CARLOS EDUARDO em 30/06/2011 11:41:46
A questão levantada por catarina sobre a população é um pouco equivocada, a população cresce sim a uma taxa pequena e isto é uma tendência de países quase desenvolvidos, isto é bom, existe emprego e o que falta é qualificação da mão-de-obra, é somente começar cursos gratuítos em CG e inicia uma turma de 100 pessoas e termina em 30, e muitos querem empregos para ficar ricos e não é pra todos.
 
Jorge Antônio em 30/06/2011 11:01:04
HEHE QTO DINHEIRO....
PODIA ASFALTAR O OLIVEIRA, E RECAPEAR AS AVENIDAS DE CAMPO GRANDE Q TA UMA VERGONHA,
 
WILLIAM FRANCO em 30/06/2011 10:10:29
Concordo com a colega Catarina mas temos q pensar na conquista deste momento. Esta discussão do emprego poderemos discutir d uma outra forma mais abrangente em outro local q tera mais opiniões da popuação.
Acredito q estes comentários, q aqui vierem, só trarão benefícios aos campograndenses e com certeza alguém ligado ao prefeito vai ver as reivindicações da população.
De momento, parabéns pela conquista e agora vamos fiscalizar para q nosso dinheiro não vá para o ralo.
 
Waldes Corrêa em 30/06/2011 09:39:17
Muito bom Nelsinho a conquista deste dinheiro, acho importante estes trabalhos, mas agora novamente nós vamos ver somente empregos para aqueles que estão na área da construção civil temporariamente, então eu pergunto; cade os projetos de insentivos fiscais no qual irá geral mais empregos em Campo Grande? Os jovens estão abandonados, tenho vários amigos na faixa de 25 há 35 anos que ainda moram com os pais, depende dos pais e brincam de empresários abrindo pequenos negócios que não gera lucro porque não tem clientes. Campo Grande não tem empregos sólidos, fazem 10 anos que o IBGE vem nos mostrando que a população continua ainda na faixa dos 800 mil habitantes, pois a cidade não cresce, só fica arrumada.
 
Catarina Bevilaqua Moraes em 30/06/2011 07:06:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions