A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

01/02/2013 11:45

Em clima de lembrança, Lídio e Amarildo tomam posse na Assembleia

Luciana Brazil
Deputados Lídio Lopes e Amarildo Cruz tomaram posse na Assembleia Legislativa. (Foto:Luciano Muta)Deputados Lídio Lopes e Amarildo Cruz tomaram posse na Assembleia Legislativa. (Foto:Luciano Muta)

Os deputados Lídio Lopes (sem partido) e Amarildo Cruz (PT) tomaram posse na manhã de hoje na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul como novos integrantes da casa.

Durante a cerimônia, realizada na Presidência, os parlamentares  discursaram sobre as carreiras políticas e a vida pessoal. Lembraram da carreira e dos tempos de trabalho ainda longe da vida política. Além do presidente Jerson Domingos (PMDB), outros deputados também participaram da solenidade.

Os dois terminaram a eleição de 2010 como suplentes de suas coligações. Amarildo assumiu a cadeira antes ocupada pelo progressista Alcides Bernal, eleito prefeito de Campo Grande. O ex-vereador Lídio Lopes ingressa na vaga de Paulo Duarte (PT), agora prefeito de Corumbá.

“São homens com larga experiência política e que contribuirão para o desenvolvimento do Estado”, afirmou Jerson.

O caso de Lídio envolveu polêmica nos últimos meses. Ele, que deixou de concorrer à reeleição como vereador de Campo Grande de olho no Legislativo, foi expulso do PP sob acusação de infidelidade partidária. O partido pediu à Justiça Eleitoral que o suplente da legenda, Tião Sereia (PP), hoje vice-prefeito de Aquidauana, fique com a cadeira.

Já Amarildo Cruz, que não conseguiu se reeleger em 2010, chegou a ser nomeado no ano passado para chefiar o Ibama/MS. Dessa forma, mesmo com a vitória de Duarte em Corumbá, o PT se mantém com quatro deputados na Casa.

História: Lídio foi eleito em 2008 como vereador de Campo Grande, com quase 7 mil votos. No discurso, ele ressaltou ser o primeiro funcionário público de carreira do TCE (Tribunal de Contas do Estado) a ser empossado como deputado.

Advogado criminalista, Lidio nasceu em Iguatemi e começou a trabalhar como engraxate. Também exerceu a função de pichador de taco. Foi o primeiro mensageiro do Posto Telefônico do município e por causa do estudos, se mudou para Campo Grande.

“Meu foco continua sendo as ações sociais e os dependentes químicos. Vou continuar trabalhando para fazer parceria com os municípios para levar tratamento a esses locais”, destacou.

Amarildo já havia conquistado uma vaga na Assembléia em 2006, onde exerceu seu mandato na Casa de Leis entre 2007 e 2010. “Cada um dos segmentos onde militei me inspiraram para eu chegar ao parlamento”, disse.

Formado em Direito e Ciências Contábeis, Amarildo nasceu em Presidente Epitácio, interior de São Paulo. Foi presidente estadual do PT, superintendente da Central de Compras do Estado e presidente da Agehab (Agência Estadual de Habitação).

Em 2012, ele assumiu a Superintendência do Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) em Mato Grosso do Sul.

“Meu mandato será pautado pela defesa da cidadania e a ajuda a construir um Mato Grosso do Sul mais justo. Sou consciente da responsabilidade e da representatividade do meu mandato”.

 

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions