A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

22/03/2010 08:52

Em crise com Murilo, André prega "porta aberta"

Redação

Em nítida crise com Murilo Zauith (DEM), com quem se reuniu no sábado em Dourados, o governador André Puccinelli (PMDB) tenta botar "panos quentes" na situação.

Ele fez poucos comentários nesta manhã sobre o encontro com seu vice, afirmando apenas que as portas estão abertas para Murilo e o BDR (Bloco Democrático Reformista).

"Abrimos a porta, não fechamos a porta", limitou-se a dizer o governador, após a abertura do 23º Encontro de Tecnologia em Pecuária de Corte, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, em Campo Grande.

Porém, quem acompanhou a visita do governador a Dourados, no sábado, sabe que os ânimos esquentaram entre ele Murilo.

Antes mesmo de se reunir com o vice-governador, Puccinelli deu entrevista à imprensa mandando claro recado ao aliado.

Disse que Murilo deveria "se mexer" para viabilizar seu nome ao Senado. "Até agora, ele não moveu uma palha", disparou André, durante entrevista em Dourados.

O vice-governador se irritou e disse que quanto mais André fala, "mais complica".

Hoje, Puccinelli evitou falar sobre o assunto com a imprensa. Questionado sobre a confirmação do nome de Simone Tebet (PMDB) para a vaga de vice em sua chapa, o que deve acontecer quarta-feira, em Três Lagoas, o governador respondeu com um vago "não sei".

Na prática, o DEM quer o compromisso do governador de igualdade de condições na disputa pelo Senado. Entretanto, é claro e notório que o apoio de Puccinelli será direcionado a Waldemir Moka (PMDB).

Outro problema é a eleição casada entre Moka e o senador Delcídio do Amaral (PT), que está sendo costurada nos bastidores.

Segundo Puccinelli, Murilo deve "passar sebo de grilo" nas pernas, a exemplo de Moka, que passou meses percorrendo o Estado para se viabilizar ao Senado.

Durante a curta reunião com Murilo, em Dourados, o governador garantiu que ele terá sua "lista" de reivindicações atendidas, se for mesmo candidato ao Senado.

Após tanta mobilização de Murilo e tanta pressão do bloco, Puccinelli não pensa em deixar a vaga de vice novamente para o grupo. Se o BDR quiser permanecer no arco de alianças do governador, terá que arriscar e disputar o Senado.

Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions