A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

24/07/2012 19:37

Em nota, TRT diz que valores altos pagos a magistrados são legais

Gabriel Neris

Em nota de esclarecimento, o TRT (Tribunal de Regional do Trabalho) da 24ª região, sediado em Campo Grande, afirmou que os altos valores pagos a magistrados são legais. Somente no mês de junho, a folha de pagamento atingiu R$ 15,6 milhões.

Os vencimentos de desembargadores e juízes no mês passado chegaram a R$ 352 mil líquidos e R$ 409 mil bruto para um único magistrado. Em pelo menos mais oito casos, os valores dos rendimentos líquidos de magistrados do TRT atingiram mais de R$ 300 mil. Há também, outros casos com montantes superiores a R$ 200 mil.

“Os valores citados na matéria constam no relatório disponibilizado, sem nenhuma restrição, no portal do TRT/24ª Região, e não se referem a ‘vencimentos’, mas ao somatório de diferenças devidas, denominadas ‘parcela autônoma de equivalência’, discriminada como vantagens eventuais”, diz a nota.

A nota também diz que “o total devido a cada magistrado deferido por meio do ATO CSJT.GP Nº 110/2008, contempla o tempo de serviço de cada um, bem como o acúmulo mês a mês do débito, que é relativo ao período de 1994 a 1997. Para o cálculo dos valores, foi rigorosamente respeitado o teto remuneratório mensal e legalmente fixado para os magistrados”.

“O débito consolidado foi objeto de parcelamento ajustado entre o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) e o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, para o pagamento nos períodos de 2010/2013, quitados 75% dos débitos aos magistrados”, complementa a nota, assinada pelo presidente do TRT, Márcio Thibau Vasquez de Almeida.

No TRT, um único magistrado teve vencimento de R$ 352 mil em junho
Só no mês de junho, a folha de pagamento do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) da 24ª região, sediado em Campo Grande, atingiu R$ 15, 6 milhões. O q...
Presidente Michel Temer deve ter alta na manhã desta sexta-feira
O presidente Michel Temer deverá ter alta hospitalar na manhã desta sexta-feira (15), informou o médico Roberto Kalil Filho, que coordena os cuidados...
Interrogatório de Lula na Operação Zelotes é marcado para fevereiro de 2018
A Justiça Federal em Brasília marcou para o dia 20 de fevereiro de 2018 os interrogatórios do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de seu filho ...


é lamentável isso, o governo nega aumento aos aposentados alegando que a previdencia pode quebrar, mas quem paga esses autos salarios a essa minoria é o povo e nem podem reclamar. ISSO É UMA VERGONHA!!!!!!
 
JOSE M COSTA em 26/07/2012 11:54:29
fico muitoi triste em saber que no brasil alguém ganha mais de 400,00 (quatrocentos mil reis) por mês. o povo tem que reagir. azssim não pode ficar pt
 
valmir barbosa em 25/07/2012 12:20:53
Por que todo mundo fica tão incomodado com o salário dos outros? Por que querem se revoltar por que uns ganham mais? Estudaram e ralaram muito pra isso, e as pessoas assalariadas devem batalhar pelos seus direitos e aumentar o valor do mínimo, e não ficar lutando (invejando) o salário dos outros e querem tirar direito dos outros. E se a lei é de todas as contas públicas, pq todo mundo só olha sal
 
Rafael Santos em 25/07/2012 07:57:04
Se estes pagamentos retroativos são resultado de decisão judicial, porque não são pagos como precatórios? (coisa que existe só em Brasil). Se todos que receberam uma sentença favorável recebiam deste jeito, direto, na folha de pagamento, em vez de ter que esperar decadas ate a fila andar, seria muito melhor! A constituição federal não manda o governo tratar todos de forma igual?
 
Marcos da Silva em 24/07/2012 11:11:58
na visão do corporativismo, é tudo legal, ta tudo dentro da lei, é do tipo primeiro o meu e dane-se o seu, e quando é para julgar um precatório, o beneficiario morre, a esposa morre, os filhos morrem, passam-se 35 anos e nada é resolvido, e tantos outras causas, mas quando se refere ao salário dos digníssimos é espetacular a agilidade de como se julga rápido e dentro da lei. vergonhoso.
 
Nilvo Cesar Talaveira Rojas em 24/07/2012 11:00:41
revoltante!...um absurdo!... isso é uma ofensa ao povo brasileiro!... pode até ser legal, mas é mais do que imoral.
 
wendel ferreira em 24/07/2012 09:47:23
Pode até ser legal, mas um tanto imoral. É uma vergonha e uma tremenda falta de respeito com a população brasileira que acorda na madrugada e trabalha de sol a sol, ganhando um salário incompatível para custear as necessidades básicas do ser humano.
Se o brasileiro fosse menos tolerante ao estado de coisas, como os nossos irmãos latinos, no mínimo, um limpa já teria ocorrido nos três poderes.
 
André Figueiroa em 24/07/2012 09:27:51
Legal? Legal pra quem recebeu...
 
Andre Fonseca em 24/07/2012 08:02:48
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions