A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

24/01/2013 16:58

Em Sidrolândia e Bonito, campanha fora de época “irrita” eleitor

Fabiano Arruda
Candidato do PSDB em Sidrolândia, Ari Basso diz que pedir votos na eleição extemporânea é um dos desafios. (Foto: Divulgação)Candidato do PSDB em Sidrolândia, Ari Basso diz que pedir votos na eleição extemporânea é um dos desafios. (Foto: Divulgação)

Os candidatos nas eleições para prefeito em Bonito e Sidrolândia, que ocorrem no dia 3 de março, terão de ser mais habilidosos para pedir votos. Por terem votado em outubro, eleitores mostram irritação em ter que voltar às urnas.

“É cansativo porque a gente já votou, aliás, nem valeu a votação. Trabalho em mercado, em dia de domingo. Muita gente ficou irritada com essa nova eleição”, opinou Jéssica Marques, de 20 anos, moradora de Sidrolândia.

“Acho que tinha que ter sido visto antes (pela Justiça) quem podia e quem não podia”, criticou Rafael Ferreira, de 18 anos, sobre o fato da vitória de Enelvo Felini (PSDB) ter sido anulada pela Justiça Eleitoral.

Em Bonito, as opiniões se dividem. A jovem Estela da Silva, 16 anos, mostra-se à vontade com a nova eleição e que deve ir às urnas, mesmo sendo facultativo por sua idade. Para ela, não há problema em participar do processo novamente.

Dulce Góes, 35 anos, comentou que já que é preciso votar, ela não fugirá de sua obrigação. “Faz parte”, resumiu.

Para o candidato do PSDB à Prefeitura de Sidrolândia, Ari Basso, uma das maiores dificuldades da disputa será pedir o voto novamente, poucos meses depois da última disputa. “Mais um trabalho, mais uma despesa, mas em pouco tempo estará resolvido. Nossa campanha tem atraído muitos apoiadores”, declarou.

Em Bonito, Leonel Lemos de Souza Brito (PTdoB), o Leleco, comentou que nos primeiros dias a população demonstrou resistência, no entanto, com o passar do tempo, o “gelo” está sendo quebrado. “Nosso eleitor gosta de política e estando recebendo uma boa aceitação”, explicou o candidato a prefeito.

O outro concorrente ao cargo no município, Odilson Arruda (PSDB), discorda. Disse que não tem sentido resistência nas ruas em busca do voto. “Os eleitores estão eufóricos”, declarou, empolgado.

Disputa – Depois de ter os vencedores das eleições, com mais de 50% dos votos, cassados, Sidrolândia e Bonito terão novas eleições.

Na primeira cidade, Acelino Cristaldo (PMDB), segundo colocado no pleito em outubro, volta a concorrer à Prefeitura, dessa vez com Eliane Salvatti (PT) como vice. Já no lugar do candidato vencedor, mas cassado, Enelvo Felini (PSDB), foi escolhido o também tucano Ari Basso, que formará chapa pura com o médico Marcelo Ascoli como vice.

Em Bonito, onde Geraldo Marques (PDT) foi o vencedor e também foi cassado, o candidato que o substitui na antiga aliança será Odilson de Arruda Soares (PSDB), enquanto o vice será Luis Stragliotto (PSD). Leleco, que foi o segundo colocado, volta a encabeçar chapa, que tem Luiza Lima (PR) como vice.

TRE define que propaganda eleitoral começa em fevereiro em Bonito e Sidrolândia
A Justiça Eleitoral de Mato Grosso do Sul definiu o próximo dia 9 de fevereiro a data de início da propaganda eleitoral em Bonito e Sidrolândia, cida...
Tribunal marca julgamento da apelação de Lula para janeiro de 2018
O Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região, sediado em Porto Alegre, marcou para 24 de janeiro de 2018 o julgamento da apelação do ex-presidente ...


ELEITORES DESSAS DUAS CIDADES, SE NÓS ESTIVESSEMOS EM UM PAÍS SERIO ISSO NÃO ACONTECERIA, MAIS INFELISMENTE É MELHOR TER OUTRA ELEIÇÃO QUE FICAR UM PREFEITO DESONESTO
 
Roberto nunes em 24/01/2013 19:09:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions