A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

18/06/2015 14:30

Estudantes desenvolvem projeto que analisa clima de propriedades rurais

Priscilla Peres
 Antes da sessão, estudantes acompanhados pelos pais e reitores do IFMS visitaram gabinete do deputado Marcio Fernandes. (Foto: Marco Miatelo) Antes da sessão, estudantes acompanhados pelos pais e reitores do IFMS visitaram gabinete do deputado Marcio Fernandes. (Foto: Marco Miatelo)

Três estudantes, com o auxílio de um professor do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul), receberam o prêmio de 3º lugar como melhor projeto de Meteorologia do mundo pela OEA (Associação Americana de Meteorologia e da Organização das Américas). Eles desenvolveram uma plataforma que disponibiliza informações sobre o clima daquela propriedade.

O trabalho inovador fez tanto sucessso, que os meninos foram indicados para o London International Youth Science Forum, que vai acontecer de 22 de julho à 02 de agosto em Londres. Porém, eles não tem condições de arcar com os custos da viagem, orçada em R$ 57 mil. Para pedir ajuda, eles estiveram na Assembleia Legislativa ontem.

Em plenário, Pedro Otávio Rocha, Lucas Moraes e Eduardo da Silva Campos explicaram sobre o projeto desenvolvido junto com o professsor Jiyan Yari. Eles explicam que o objetivo do Agri-Weather – Soluções Meteorológicas para o Agronegócio, é beneficiar a agricultura familiar com uma tecnologia acessivel.

“Diversas tecnologias existem para ajudar esses produtores, mas muitos não têm instrução para manusear os equipamentos. Queremos incentivá-los a continuar no campo, produzindo mais por um menor preço e obtendo bons lucros. O projeto é simples e visa melhorar a produção tanto em termos de qualidade quanto prevenindo pragas e doenças. A ideia é entregar uma informação confiável ao produtor sobre as condições climáticas”, detalha Pedro, de 17 anos.

Com a plataforma, o agricultor terá informações climáticas a respeito da sua área específica, e não generalizada, como atualmente é repassado pelos institutos de meteorologia. A mini estação trará dados de acordo com a individualidade da região, que se diferencia pelo relevo, temperatura, solo em pequenas distâncias.

Como presidente do Conselho Estadual de Juventude de Mato Grosso do Sul, o deputado Marcio Fernandes (PT do B) destacou a importância em apoiar projetos como esse. “O que estes jovens apresentaram hoje é uma ideia extremamente empreendedora que merece ser valorizada, afinal o agronegócio Sul-Mato-Grossense pode ganhar muito com esta plataforma”, destaca o deputado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions