A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

23/09/2010 15:35

Gaeco investiga ex-procurador-geral citado em gravação

Redação

O procedimento instaurado pelo MPE (Ministério Público Estadual), divulgado em nota oficial na terça-feira, é para investigar o ex-procurador-geral do órgão, Miguel Vieira, confirmou hoje o órgão.

Ele foi citado pelo deputado Ary Rigo (PSDB) em gravação da operação Uragano.

Documentos sobre o ex-procurador-geral também foram remetidos à corregedoria-geral do MPE para apurar a conduta que já instaurou uma sindicância. A comissão é composta por três membros: o corregedor-geral e outros dois procuradores de Justiça.

Além disso, foi instaurado um inquérito civil que será conduzido por uma comissão de promotores e procuradores de Justiça, com apoio do Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Repressão ao Crime Organizado).

Nas gravações, Ary Rigo afirma que o MPE recebia R$ 300 mil da Assembleia Legislativa e Miguel Vieira teria "segurado juridicamente" o prefeito afastado de Dourados, Ari Artuzi.

As informações foram dadas nesta tarde pelo atual procurador-geral de Justiça, Paulo Alberto de Oliveira, que fez pronunciamento nesta tarde, na sede do MPE (Ministério Público Estadual).

Acompanhado de outros quatro procuradores, Paulo Alberto de Oliveira se resumiu a ler o pronunciamento e não respondeu perguntas. A assessoria de imprensa disse que o MPE não responderia os questionamentos dos repórteres por conta "do período eleitoral".

Ainda na entrevista, Paulo Alberto de Oliveira afirmou que remeteu ao procurador-geral da República, no dia 17 de setembro, documentos, gravações e transcrições sobre as autoridades que detém foro privilegiado perante o STJ (Superior Tribunal de Justiça).

O procurador-geral informou ainda que autorizou a seccional da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) a acompanhar as investigações. A solicitação foi feita nesta manhã pelo vice-presidente da seccional, Julio César Rodrigues.

Ainda de acordo com o MPE, Ary Rigo será interpelado judicialmente por conta das declarações. Paulo Alberto de Oliveira disse ainda que encaminhou expediente a todos os deputados estaduais "rechaçando as afirmações" de Rigo na gravação.

Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions