A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

27/01/2014 09:00

Governo dá aposentadoria a José Ancelmo e Jerson é cotado para a vaga

Leonardo Rocha
Conselheiro José Ancelmo se aposenta no TCE, ele ocupava a vice-presidência da entidade (Foto: Divulgação)Conselheiro José Ancelmo se aposenta no TCE, ele ocupava a vice-presidência da entidade (Foto: Divulgação)

O governo estadual concedeu aposentadoria ao conselheiro do TCE (Tribunal de Contas Estadual), José Ancelmo dos Santos, que em fevereiro completa 70 anos de idade. O mais cotado para a vaga é o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Jerson Domingos (PMDB).

José Ancelmo ocupava a vice-presidência do Tribunal de Contas e no final do ano passado recebeu a homenagem dos demais conselheiros pelos 15 anos dedicados ao TCE.

Natural de Cassilândia, ele se formou em Direito na Universidade Federal de Uberlândia (MG). Na área política foi vice-prefeito de sua cidade natal durante os anos de 1977 a 1983, onde atuou como secretário Geral da prefeitura.

No ano de 1996 foi nomeado como superintendente de administração tributária do Estado e em março de 1998, assumiu a Secretaria de Estado de Finanças e Planejamento. No final deste mesmo ano, em dezembro, foi nomeado conselheiro do Tribunal de Contas do Estado.

Durante sua trajetória na instituição, ocupou o papel de corregedor-geral, entre 2001 e 2002, e foi presidente por dois mandatos no período de 2003 até 2006. Ele inclusive estava a frente da entidade quando foi inaugurada sua sede, em 15 de outubro de 2004.

A sua aposentadoria foi publicada hoje (27), no Diário Oficial do Estado, em decreto assinado no dia 24 de janeiro, pela então governadora em exercício Simone Tebet (PMDB), para contar a partir de hoje.

Vaga – Com a abertura da vaga no TCE, o principal candidato é o deputado estadual e presidente da Assembleia, Jerson Domingos (PMDB), que já anunciou que não vai tentar a reeleição neste ano e que o seu destino será o Tribunal de Contas.

Jerson até adiantou que vai apoiar nesta campanha eleitoral sua irmã, Tereza Nami, para uma das cadeiras da Assembleia Legislativa em 2015. O peemedebista reforçou sua intenção de ir para o TCE e tem o aval do seu partido.

Se o deputado assumir a vaga em março, a Assembleia deverá realizar nova eleição para escolher o presidente do legislativo estadual. No entanto, há a expectativa de que ele só seja nomeado no final do ano, após a campanha eleitoral.

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...


Com certeza fará mais um belo trabalho no Tribunal de Contas, bela nomeação.
 
Filipe Fernandes em 27/01/2014 16:13:20
Já está indicado o chefe da casa civil, Osmar Jeronimo, outro afilhado do governador. concordo plenamente com o Ronaldo Pissumo , os conselheiros, ministros desembargadores devem ser através de concurso, jamais dessa maneira suja, onde ministros, desembargadores e conselheiros são nomeados para proteger e aprovar as contas dos padrinhos que o indicaram
 
raul lesme em 27/01/2014 15:39:56
Será que Tribunal de Contas pensa que o povo é burro?
Todo mundo sabe que o homem cotado é o "Big Chief" do jogo do bicho aqui.
Isso corre de boca em boca, não tem como não saber.
Coloca-lo como conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, seria, literalmente, colocar a raposa para cuidar das galinhas!
 
Elviria dos Santos Almeida em 27/01/2014 13:57:13
A raposa cuidando das galinhas? essa forma de nomeação para cargos de fiscalização é falha. Conselheiros de TC deveriam ser independentes, aprovados em concursos e não poderiam ter vínculos partidários!
 
Ronaldo Pissurno em 27/01/2014 13:48:26
Essa pouca vergonha de indicar políticos tem que acabar. Isso também vale para indicação de desembargadores e ministros do STF. Cabe à população se movimentar para acabar com essa pouca vergonha. É ministro envolvido com partidos políticos, é deputado envolvido com o jogo do bicho
 
raul lesme em 27/01/2014 12:10:59
Vai ser o jogo do bicho com mais poder. Cade o MPF e a OAB para barrarem esse absurdo ????
 
Osvaldo Antunes Siqueira em 27/01/2014 10:26:25
Além de ter formação superior compatível, possui notável conhecimento técnico para ocupar o cargo.
 
João Pedro em 27/01/2014 09:49:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions