A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

15/04/2016 11:58

Governo federal diz que errou e desiste de demitir indicado do PDT em MS

Aline dos Santos
Indicado pelo PDT, Yves voltou ao cargo de superintendente nesta sexta-feira. (Foto: Arquivo)Indicado pelo PDT, Yves voltou ao cargo de superintendente nesta sexta-feira. (Foto: Arquivo)

A troca do PDT pelo PT no comando da comando da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso do Sul durou 24 horas. O Diário Oficial da União desta sexta-feira (dia 15) trouxe portaria desfazendo a mudança.

De acordo com a publicação, o ministro do Trabalho e Previdência Social, Miguel Rosseto, tornou sem efeito as portarias 416 e 417, divulgadas na edição de ontem.

A portaria 416 exonerou Yves Drosghic, que entrou na cota do PDT. E a 417 nomeou Ananias Costa dos Santos, ligado ao deputado federal Zeca do PT. O troca-troca de ontem foi uma surpresa no tabuleiro político às vésperas da votação do impeachment.

Na quarta-feira, o PDT anunciou voto contra o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Fora os dois deputados petistas, Dagoberto Nogueira (PDT) é o único deputado federal da bancada do Estado que apoia a presidente.

Ontem, a demissão foi recebida com surpresa por Yves. Nesta sexta-feira, de volta ao cargo, ele afirma que houve um mal-entendido na Casa Civil da Presidência. “Me ligaram, falaram que foi um erro interno de comunicação e que seria sanado”, afirma Yves. Ele conta que foi indicado ao cargo pelo PDT e por Dagoberto. “Ele também estava surpreso com a exoneração”, relata.

Já Ananias afirmou não saber o motivo de a nomeação ter sido cancelada. “Vou aguardar informações”, diz. A reportagem não conseguiu contato com Zeca do PT.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions