A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

19/11/2015 12:22

Governo organiza projeto para ampliar cotas para negros em concursos

Leonardo Rocha
Veto ao projeto de Amarildo foi tirado de pauta, pois governo vai enviar proposta semelhante (Foto: Wagner Guimarães/ALMS)Veto ao projeto de Amarildo foi tirado de pauta, pois governo vai enviar proposta semelhante (Foto: Wagner Guimarães/ALMS)

Os deputados iriam votar nesta sessão (19), o veto do governo ao projeto de Amarildo Cruz (PT), que ampliava de 10% para 20% a cota para negros em concursos estaduais. Entretanto, a matéria não foi apreciada, porque o líder do governo, o deputado Rinaldo Modesto (PSDB), pediu a retirada da pauta, já que o executivo organiza uma proposta semelhante, para ser enviada a Assembleia.

"Houve o veto do governo estadual, porque existia vício de iniciativa, mas já está organizando um novo projeto semelhante, construído junto com o MPE (Ministério Público Estadual), para ampliação das cotas, vai ser enviado em breve", disse Rinaldo.

O líder do governo explicou esta situação para o autor do projeto, e então se chegou ao acordo para retirar a proposta de pauta. "Eles me pediram mais tempo e disseram que vão enviar uma proposta neste sentido, vamos aguardar, para ver se será cumprido", disse Amarildo Cruz.

O petista ainda ponderou que tinha conversado com os colegas e que certamente a votação seria apertada, já que muitos também entendem que é necessário ampliar as cotas para negros. A justificativa é que ainda se deve aumentar as medidas para promover mais iguadalde. No projeto a cota para índios que hoje é de 3%, segue o mesmo percentual.

O deputado ainda citou que a lei federal 12.990 já prevê 20% das vagas em concursos federais. “Ainda precisamos ter políticas a curto prazo, para que no futuro não seja mais necessário as cotas nem para os negros e nem ao indígenas”.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions