ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEGUNDA  30    CAMPO GRANDE 24º

Política

Governo pede recursos para o Pantanal e relicitação da Malha Oeste a Bolsonaro

Reinaldo Azambuja, governador de MS, esteve reunido com o presidente brasileiro, nesta segunda-feira

Por Liniker Ribeiro | 26/10/2020 16:43
Reinaldo Azambuja ao lado do presidente Jair Bolsonaro, durante encontro, nesta segunda-feira (Foto: Divulgação/PR)
Reinaldo Azambuja ao lado do presidente Jair Bolsonaro, durante encontro, nesta segunda-feira (Foto: Divulgação/PR)

Em encontro com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), nesta segunda-feira (26), em Brasília (DF), o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), solicitou recursos para preservação do Pantanal, o que inclui aquisição de aeronaves para combate a incêndios, e pediu celeridade no processo de relicitação da Malha Oeste, que liga Corumbá (MS) ao interior de São Paulo.

Na reunião, realizada no Palácio do Planalto, Azambuja apresentou projeto de conservação da região pantaneira por meio da otimização dos serviços de prevenção e combate a incêndios florestais prestados pelo Corpo de Bombeiros Militar.

A proposta, orçada em R$ 84,4 milhões, prevê convênio para compra de um helicóptero para operações de salvamento e resgate, de um avião Air Tractor de combate a incêndios florestais e uma caminhão tanque para abastecimento das aeronaves.

Justificando a necessidade do equipamentos, Reinaldo destacou que o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres, e a Defesa Civil, têm emitido avisos e alertas meteorológicos de baixa umidade relativa e que o Corpo de Bombeiro Militar de Mato Grosso do Sul empreende todos os recursos materiais e humanos disponíveis no controle desse cenário.

Conforme o Governo do Estado, o investimento feito por meio do Fundo de Direitos Difusos, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, além de contrapartida estadual.

Azambuja também aproveitou o encontro para solicitar relicitação da Malha Oeste, que vai de Bauru (SP) a Corumbá. Hoje sob concessão da Rumo, a ferrovia está desativada, mas o Governo do Estado desenvolveu uma série de estudos sobre demanda, mostrando a viabilidade do modal.

“O presidente Jair Bolsonaro foi muito receptivo aos nossos pedidos, demonstrando interesse pelas soluções apresentadas para viabilizar as ações de prevenção e combate de incêndios no Pantanal e reforçou interesse do Governo federal em alavancar a estrutura logística das ferrovias brasileiras destacando a importância da Malha Oeste”, afirmou Reinaldo Azambuja.x1

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário