A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

10/11/2010 06:10

Habeas corpus de Artuzi chega ao relator e será julgado

Redação

O recurso jurídico que pede a liberdade do prefeito afastado de Dourados, Ari Artuzi (sem partido), já chegou às mãos do relator no STJ (Superior Tribunal de Justiça), ministro Jorge Mussi, e deve ser julgado ainda esta semana.

Esta pelo menos é a expectativa do advogado do prefeito afastado, Carlos Marques, devido ao caráter urgente da solicitação.

Por duas vezes, a Justiça negou a liberdade do prefeito, que é acusado de liderar um esquema de corrupção envolvendo fraudes em licitações e pagamento de propina a vereadores.

A última tentativa da defesa de soltar Artuzi foi negada no dia 19 de outubro, pela sessão criminal do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul).

Para o advogado do prefeito afastado, não há mais razões para manter Artuzi atrás das grades, até porque ele está afastado e não oferece riscos à administração pública.

Além dele, também estão presos ex-secretários, o então presidente da Câmara, Sidlei Alves, o primeiro-secretário, Júnior Teixeira (PDT), e a esposa de Artuzi, Maria Aparecida, dentre outros envolvidos.

Além de estar preso, Artuzi enfrenta comissão processante na Câmara de Vereadores, que pode cassar seu mandato e dar fim definitivo a seus direitos políticos. Por questões de segurança pessoal, o prefeito afastado está preso no presídio federal de Campo Grande.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions