A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

09/06/2013 12:09

Investimento em 1 estádio da Copa acabaria com conflito por terras

Jéssica Benitez
Na aldeia Buriti, índios rasgaram mandado de reintegração de posse na semana passada.Na aldeia Buriti, índios rasgaram mandado de reintegração de posse na semana passada.

O investimento feito no estádio Mané Garrincha, construído para receber os jogos da Copa do Mundo 2014 em Brasília, avaliado em R$ 1,2 bilhão, seria mais que suficiente para pagar terras indígenas demarcadas, incluíndo todas as benfeitorias, e sanar o conflito entre índios e fazendeiros em Mato Grosso do Sul, é o que garante o presidente da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), Francisco Maia.

“Claro que é apenas uma estimativa, mas somando 70 mil hectares acredito que seja cerca de R$ 1 bilhão para que o Governo Federal pague o valor justo pelas terras dos ruralistas do Estado. Depende de região para região, pode ser que seja até menos”, explicou ele ao Campo Grande News.

Somente a fazenda Buriti, local onde ocorreu o início do conflito, no início de maio, está avaliada em R$ 150 milhões, verba insignificante se comparada aos 153% de aumento no custo da reforma do estádio Beira Rio, no Rio Grande do Sul. Em 2010 a reestruturação do lugar previa gasto de R$ 130 milhões para R$ 330 milhões em balanço feito este ano.

Desta forma, diante dos R$ 7.131.800.00 investidos em reformas e construção de estádios, a única explicação plausível para o Governo Federal não resolver uma guerra que se estende há uma década é apenas um na opinião de Maia: “Falta de vontade política”.

Mesmo assim, por conta da repercussão mundial que o caso ganhou no último mês, Chico acredita que o poder público sairá da inércia para encontrar uma solução. “Agora há um interesse político em agir”. Outro fator agravante que a morosidade do governo pode gerar é a piora no relacionamento entre índios e fazendeiros.

“Isso está fácil de resolver. Na Buriti não tem mais como dialogar. A resposta tem que ser imediata. Tem que ser objetiva, caso contrário o conflito vai piorar e o prejuízo será bem maior que financeiro. Será prejuízo de preconceito entre os dois lados e isso é um verdadeiro crime”, opinou o presidente.

Desde ontem a Força Nacional faz rondas na região de Sidrolândia. A tropa, que chegou a Mato Grosso do Sul na sexta passada, percorre estradas vicinais que dão acesso às fazendas e aldeias da região.

São 110 homens espalhados pelo município. O governo federal espera que a presença deles garanta tranquilidade à região em conflito desde o dia 15 de maio. No dia 30, o índio terena Oziel Gabriel, de 35 anos, morreu durante confronto com policiais.

Hoje, matéria do Jornal Folha de São Paulo informa que a Polícia Federal descumpriu o manual de desocupação, editado pelo Ministério da Justiça, porque não comunicou órgãos de Direitos Humanos, nem o Ministério Público Federal sobre a reintegração de posse na fazenda Buriti.



Falando em "políticos"...SÓ PARA LEMBRAR:
LEI Nº 6.001 - DE 19 DE DEZEMBRO DE 1973
Dispõe sobre o Estatuto do Índio.

ASSINADA POR:
EMÍLIO G. MÉDICI
Alfredo Buzaid
Antônio Delfim Netto
José Costa Cavalcanti

....E o "DONO" da terra "produtiva" (Faz. Buriti) também era "político"...e depois da ditadura (MÉDICI)....!!
 
Tasso Guerra Junior em 10/06/2013 14:19:44
eu morava no interior do estado, em uma cidade rodeada de indigenas, e eles não plantão se que um pé de mandioca, para que mais terras pra eles, vai ficar improdutiva mesmo, é um bando de preguiçosos, se a funai manda a cesta basica eles passão fome, e ainda manda seus filhos pedir comida nas casas.
 
adolfo cristaldo em 10/06/2013 13:52:09
Engraçado que só querem as terras avaliadas em 150 milhões de reais, fingem que é pela "ligação espiritual".
 
Maria Antunes em 10/06/2013 13:37:22
Mais uma vez o assistencialismo barato do governo do PT dando o que falar. Ora, essas terras podem ter sido dos índios, mas isso foi há mais de 500 anos atrás. O mundo evoluiu! Os proprietários de hj compraram ou herdaram essas terras, que são suas por direito! Já que os índios querem ter direitos, que cumpram com seus deveres! Venham para a cidade, trabalhar como todos os cidadãos, pagar impostos, cumprir horário... Aí, quem sabe, eles pensem duas vezes quando forem "exigir" algum direito! A sua liberdade termina onde começa a minha! Brasil, país onde se dá o peixe mas não se ensina a pescar!
 
Eduardo Boretti em 10/06/2013 13:13:13
Acabaria coisa nenhuma. Isso é uma bola de neve, quanto mais se dá, mais querem, assim como a reforma agrária.
O negócio é acabar com protecionismo improdutivo imputado pela ditadura vermelha que vive o este país miserável.
 
Roberto Manvailer Munhoz em 10/06/2013 13:12:42
Fala a verdade ! Vocês acham que tem algum politico, nesse país, querendo resolver isso ??? Estádios que eram pra custar R$ 500 milhões, já estão em 1 bi e meio. Vocês acham que nossos políticos iam perder uma oportunidade dessa, pra resolver problema agrário ?
 
Marcos Figueiredo em 10/06/2013 11:13:07
FALA A VERDADE... TODOS AQUI SÃO CULPADOS... CHEGA NA ÉPOCA DA ELEIÇÃO E VÃO VOTAR, É SÓ NÃO IR VOTAR POVÃO, MELHOR FORMA DE PROTESTO QUE NEM ESTE NÃO TEM... chega de ser obrigado a colocar essas cobras no poder, se todos agora não fizerem a diferença os teus filhos irão fazer, por que irão sofrer muito na mão dessa política que não muda e só rouba o nosso dinheiro....
 
fernando em 10/06/2013 08:50:53
Concordo com o Sr. Odevair. O comando deste país está falido, são pessoas sob a batuta do PT que ficam empurrando os problemas com a barriga. Pobre Brasil! Precisamos de um governo mais inteligente que saiba resolver os grandes problemas nacionais. Olhamos p/ lado e vemos portos congestionados, estradas esburacadas e congestionadas, péssima educação , saúde igual a obra de Dante Alighieri (Divina Comédia), e a Segurança Pública, essa Deus me livre! Um caos total! Esse governo vive de contar lorotas! enganando os brasileiros. Aliás, essa sempre foi a marca de regimes totalitários, propagandistas de coisinhas insignificantes, bolsas migalhas etc.
 
ademir gomes em 10/06/2013 08:11:09
Lendo o que diz o Caio e o Odair, vejam os senhores que estamos todos descontentes porque dizem que a carta magna, constituição, da direito a todos independente de raça e cor. É verdade que eles tem direito porém até quando pois se terem a terra agora o que produzirão, e quando voltarão a pedir terra de novo, isso vem de tempos em tempos, voltam a lutar de novo e porque não procuramos saber o que tem sido feitas nas terras que já foram conseguidas até hoje. POIS SOMOS TODOS BRASILEIROS E QUEM NÃO TEM TERRA TAMBÉM PODE POR DIREITO REQUERER O SEU ESPAÇO, E ASSIM VAMOS DIVIDINDO ATÉ QUE UM DADO MOMENTO,TODOS TENHAM SUA TERRA.
 
luiz carlos santos messias em 10/06/2013 07:56:08
VOCE SABIA QUE:

O Mundial de Futebol do Brasil consumirá 5 bilhões de dólares, embora as estimativas finais, quando anunciadas, devam prever cifras bem maiores.


isso é uma vergonha



ENQUANTOS ISSO OS INVESTIMENTO EM SAUDE, EDUCAÇÃO, SEGURANÇA, NÃO PASSARÁ EM ALGUNS CONTOS DE RÉIS.


NEI SALVIANO
 
nei salviano em 10/06/2013 07:38:42
bom se juntar os salários e benefícios dos deputados, também é possível pagar pelas terras.
 
Maria do Carmo Andrade Santos em 10/06/2013 06:45:22
aproximadamente 15mil a hectare...eita terrinha cara hein...
 
Valdecir Antonio Zaniboni em 09/06/2013 20:36:08
Há quem faça criticas aos gastos com a Copa, mas não imagina quantos empregos tem gerado e vai gerar; não sabe o que significa para o País e empresários, vantagens em tudo. Dinheiro jogado fora é o que se gasta com politicagem e suas propagandas, isso ninguém fala.
 
luiz alves em 09/06/2013 19:46:18
Novidade.....com o dinheiro que estão gastando e vão gastar com a tal copa do mundo, dá para construir um país novo em marte !!!
 
Tiago Marcelo D'avila de Castro em 09/06/2013 17:49:56
Esse negócio de "copa no brasil" vai ser somente para políticos desviarem bilhões das obras e o roubarem! Todas as obras cotadas na época da eleição do país para copa foram no mínimo superfaturadas em 150% e mesmo assim estão atrasadas. Para se ter uma idéia no tsunami do Japão o país foi reconstruído em 2 semanas com menos de 50% do vai ser gasto na copa aqui no brasil. Qual o segredos deles? Salários dos políticos condizentes com o de outros cargos públicos e 0% de desvio de verba, já que o mesmo da cadeia, nunca mais poderá ocupar cargo público e é obrigado a devolver todo o dinheiro do roubo com juros e correção! É difícil ter leis assim aqui porque os ladrões são os mesmos que as criam!
 
Alexandre de Souza em 09/06/2013 16:49:55
Só uma retificação os R$ 150 milhões mencionados,corresponde ao valor da indenização de 15 mil das 17 mil hectares reivindicados pelos terena da Reserva Buriti. Em média o hectare na região custa entre R$ 10 e R$ 12 mil. Logo, a Fazenda Buriti, com seus poucos mais de 350 hectares, sairia por volta de R$ 4,2 milhões, considerando o preço teto de mercado da terra na região : R$ 12 mil o hectare. A Fazenda Eldorado, com 30 mil hectares, onde foi criado um assentado, custou R$ 150 milhões ao Incra.
 
flavio paes em 09/06/2013 14:28:21
Muito pertinente as colocações feita pelo Sr. Francisco Maia, mas desde quando no Brasil alguém se preocupou em priorizar o meio rural, eu sempre questiono, é do meio rural que vem o sustento para os grandes centros e esse meio nunca recebe nada em troca, ou seja quem paga a conta sempre fica com a menor fatia do bolo.
 
porfirio vilela em 09/06/2013 14:27:46
Esse dinheiro daria para colocar esses indios prá trabalhar em vez de dar terras, financiando estudos,cursos profissinalizantes, mas eles querem mordomia seria mais um investimento jogado fora igual o dessas obras super faturadas da copa, esse é o governo do PT
 
odevair de brito oliveira em 09/06/2013 13:38:36
Alguém fez um plebiscito perguntando se queríamos ou não a Copa no Brasil?? ninguém!!!
mas a maioria queria e outra a Copa mal e porcamente vai trazer turista, ao menos temos essa "desculpa" ;e quanto aos índios??o que de bom vai trazer essas terras nas mãos deles??quem vai pagar isso? o que eles vão produzir, "os estudos antropológicos" dizem que são terras indígenas... mas são os mesmo que a estão "requerendo" agora?? é bom pensarmos nisso!!!
 
Caio Prado em 09/06/2013 13:07:20
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions