A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

16/01/2014 17:10

João Rocha fica no PSDB e não descarta votar pela cassação de Bernal

Josemil Arruda
João Rocha diz que não vem sendo atendido na Funesp (Foto: arquivo)João Rocha diz que não vem sendo atendido na Funesp (Foto: arquivo)

A decisão da presidente da Fundação Municipal de Esporte (Funesp), Leila Machado, de se desfiliar do PSDB causou surpresa ao vereador João Rocha, que indicou o nome dela para o cargo. “Leila tomou decisão pessoal, não me ligou, não me consultou. Eu respeito a posição dela”, afirmou João Rocha nesta quinta-feira (16), revelando, porém, um certo descontentamento em relação à Funesp, onde seus pedidos não estariam sendo atendidos.

Filiado ao PSDB há mais de 20 anos, João Rocha garante que continua plenamente satisfeito dentro do ninho tucano e com a postura partidária de independência em relação ao prefeito Alcides Bernal. “Hoje eu e a professora Rose adotamos posição de independência, até por dificuldade de trabalhar junto à Funesp”, declarou.

João Rocha chegou a integrar a base de apoio a Bernal, inclusive tendo votado contra a criação da Comissão Processante, no dia 15 de outubro do ano passado. Nos bastidores políticos, a informação que circulou é que a insatisfação de Rocha com Bernal surgiu, principalmente, com a decisão de nomear Pedro Chaves para o cargo de secretário municipal de Governo, no dia 5 de novembro de 2013, vaga que estaria aspirando.

O vereador tucano nega, porém, que tenha pretendido comandar a Secretaria Municipal de Governo. “Em momento algum teve isso. Podem ter comentado, mas nunca conversei com o Bernal sobre essa possibilidade. Isso aí foram conjecturas, porque em determinado momento fiz articulação para evitar derrota na Comissão Processante”, garantiu ele,

Cassação de Bernal - Embora tenha trabalhado para que a Comissão Processante não fosse aberta, João Rocha não integra a lista de vereadores que já se manifestaram contra a cassação de Bernal, como Marcos Alex (PT), Luiza Ribeiro (PPS), Zeca do PT, Airton Araújo (PT), Cazuza (PP) e Gilmar da Cruz (PRB) e Carlos Augusto, o Carlão (PSB), sem contar os adesistas Edson Shimabukuro (PTB), Alceu Bueno (PSL), Paulo Pedra (PDT) e Jamal Salém (PR), listados por Pedro Chaves.

Indagado se descarta votar pela cassação de Bernal, Rocha declarou: “Tenho possibilidade de votar tanto pela cassação quanto pela continuidade do prefeito. Dependerá dos fatos que serão colocados”. Dizendo-se detalhista e regimentalista, o vereador tucano disse que não tem como informar qual será seu voto. “Vamos estar na posição de jurados. Não vou adiantar meu voto, já vi o relatório da Comissão Processante, mas o prefeito tem de esgotar todas as possibilidades de defesa. Ele terá ainda duas horas para se manifestar”, ponderou.

 

 

PSDB fica mais longe de Bernal
Solução – Em comentário em uma matéria no Facebook, o ex-comandante geral da Polícia Militar, coronel José Ivan de Almeida, defendeu a volta da ditad...
Para evitar expulsão, presidente da Funesp se desfilia do PSDB
A presidente da Fundação Municipal de Esporte (Funesp), Leila Machado, pediu desligamento do PSDB de Campo Grande, antecipando-se a uma provável expu...
João Rocha defende que PSDB ajude Bernal sem exigir cargos
O vereador João Rocha (PSDB) defendeu hoje que o partido pode contribuir na “correção do rumo” político do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions