A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

04/02/2011 11:28

Julgamento da eleição em Paraíso das Águas está em 1 a 1

Paulo Fernandes

Emperrado: novo pedido de vista suspendeu decisão do TSE.

Ministra Carmen Lúcia pediu vista adiando novamente o julgamento (Foto:Carlos Humberto/TSE)
Ministra Carmen Lúcia pediu vista adiando novamente o julgamento (Foto:Carlos Humberto/TSE)

Pedido de vista da ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha suspendeu na noite de ontem o julgamento no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) de pedido do Ministério Público Eleitoral para anular a resolução do TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral) que determinou a realização das primeiras eleições de Paraíso das Águas. O placar está em 1 a 1.

No início de 2010, o TSE deferiu pedido da Procuradoria Regional Eleitoral suspendendo das eleições para prefeito e vereadores, que aconteceria no mesmo ano (em 14 de março).

O Ministério Público Federal em Mato Grosso do Sul defendeu que as eleições só poderiam acontecer em 2012. A Constituição Federal determina que as eleições municipais que elegem prefeitos, vices e vereadores devem ser realizadas simultaneamente em todo o Brasil.

O relator da matéria, ministro Aldir Passarinho Junior, foi contra a eleição fora de época. O voto dele foi dado no dia 28 de agosto do ano passado, quando o julgamento foi suspenso por um pedido de vista do ministro Dias Toffoli.

Ontem, Toffoli divergiu do relator e disse que a eleição não pode esperar até 2012. Ele manteve a decisão administrativa do TRE, que, no caso, ficaria responsável por reeditar o calendário eleitoral de Paraíso das Águas.

“Entendo que, tendo sido formalizada a criação de um novo município, não me parece razoável que se determine a espera da data designada para as próximas eleições de âmbito municipal para a escolha de seus governantes”, disse o ministro Toffoli.

Para ele, após a criação de um município a instalação deve ser formalizada com a “máxima brevidade possível”. O ministro disse que permitir que a eleição aguarde meses ou anos, viola o pacto federativo.

Em seguida, foi a vez da ministra Cármen Lúcia pedir vista, suspendendo novamente o julgamento.

O município de Paraíso das Águas foi criado a partir do desmembramento de Água Clara, Costa Rica e Chapadão do Sul. O novo município tem 2.500 eleitores, 4.800 habitantes e 4.869 km².

Liminar suspende eleições em Paraíso das Águas
O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) deferiu pedido feita pela Procuradoria Regional Eleitoral pela suspensão das eleições no mais novo município cria...
Ary Rigo está otimista com eleições em Paraíso das Águas
O deputado estadual Ary Rigo (PSDB) é um dos grandes idealizadores do projeto de emancipação de Paraíso das Águas. Ele participou de convenção munici...
Procuradoria quer cancelar eleições em Paraíso das Águas
A Procuradoria Regional Eleitoral entrou com mandado de segurança no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para que as eleições em Paraíso das Águas, que...
"Xixi" poderá ser candidato único em Paraíso das Águas
Com um apelido que combina com o nome do novo município, o vereador de Costa Rica (332 km de Campo Grande) Ivan da Cruz Perez (PDT), o "Xixi", poderá...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions