A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

26/05/2015 16:27

Manobra da oposição fracassa e prefeito ganha suplementação de R$ 75 milhões

Lidiane Kober
Com 16 votos, Câmara aprovou suplementação de mais de R$ 75 milhões (Foto: Divulgação/assessoria/câmara)Com 16 votos, Câmara aprovou suplementação de mais de R$ 75 milhões (Foto: Divulgação/assessoria/câmara)

Manobra da oposição fracassou, nesta terça-feira (26), e, com 16 votos favoráveis, a base aliada liberou ao prefeito Gilmar Olarte (PP) suplementação ao orçamento de mais de R$ 75 milhões para investir em saúde.

Segundo a vereadora Luiza Ribeiro (PPS), os sete parlamentares da oposição decidiram obstruir a votação como forma de protesto. “Por causa da situação dos professores, ele (o prefeito) não negocia, não nomeia secretário de Educação, de Cultura, não faz a parte dele. É muita falta de consideração”, justificou.

Dessa forma, com base no regimento interno, os vereadores de oposição decidiram se retirar do plenário na hora da votação. Para ser aprovada, a suplementação precisava no mínimo de 16 votos favoráveis.

O líder do prefeito na Câmara, vereador Edil Albuquerque (PMDB), por sua vez, conseguiu se articular e segurou 16 parlamentares em plenário. “Eles foram unânimes e aprovaram a suplementação”, comemorou. “Foi uma conquista, mostra que o prefeito conta com o apoio da grande maioria na Casa”, emendou.

De acordo com o líder, o projeto 8.014/15 autoriza a abertura de crédito adicional suplementar no valor de R$ 5.935.431,00 para com concluir a construção de unidades de saúde. Já o projeto 8.015/15 libera suplementação de R$ 70.037.559,00. “É para comprar remédios”, explicou Edil.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions