A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Agosto de 2018

02/01/2012 14:05

Marcelo Miranda é demitido após irregularidades no Dnit em MS

Aline dos Santos

A portaria, assinada pelo ministro Paulo Sérgio Passos, foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União.

Marcelo Miranda foi destituído do cargo de superintendente do Dnit. (Foto: Marcelo Victor/Arquivo)Marcelo Miranda foi destituído do cargo de superintendente do Dnit. (Foto: Marcelo Victor/Arquivo)

Superintendente do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) em Mato Grosso do Sul, Marcelo Miranda Soares, foi punido com demissão pelo Ministério dos Transportes.

A portaria, assinada pelo ministro Paulo Sérgio Passos, foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União. A destituição do cargo em comissão atendeu a relatório elaborado por uma comissão disciplinar.

Marcelo Miranda foi enquadrado em dois artigos da lei sobre deveres dos servidores públicos federais: observar as normas legais e regulamentares e levar ao conhecimento da autoridade superior as irregularidades de que tiver ciência em razão do cargo.

Em julho, após a queda do então ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, chegou a ser cogitada a saída de Miranda. O Dnit de MS foi alvo de denúncias de irregularidades.

O TCU (Tribunal de Contas da União) apontou problemas em obras de recuperação em 50 quilômetros da BR-163: fiscalização ou supervisão deficiente ou omissa nas obras; execução de serviços com qualidade deficiente e projeto executivo deficiente ou desatualizado.

O mesmo tipo de problema foi apontado nos serviços efetuados na BR-267, num trecho inicial de 62 quilômetros da rodovia. À época, o superintendente considerou as denúncias velhas. Em dezembro, o MPF (Ministério Público Federal) identificou sobrepreço de R$ 216 mil em obras realizadas em três trechos da BR-262, que liga Corumbá, na fronteira com a Bolívia, ao resto do País.

Demissões – Além de Miranda, Guilherme Alcântara de Carvalho foi punido com destituição de cargo em comissão, com base nos mesmos artigos. Já Carlos Roberto Milhorim, engenheiro-chefe do Dnit em Dourados, foi punido com demissão.

Ele foi enquadrado nos artigos de valer-se do cargo para lograr proveito pessoal ou de outrem, em detrimento da dignidade da função pública; improbidade administrativa, lesão aos cofres públicos e dilapidação do patrimônio nacional e corrupção.

No Dnit de Dourados, a informação é que Milhorim está de férias. O Campo Grande News tentou entrar em contato com Marcelo Miranda e Guilherme de Carvalho.

Marcelo Miranda vai a Brasília para reunião de superintendentes do Dnit
Sobre as denúncias de irregularidade em obras sob gestão do Dnit no país, Marcelo Miranda disse que está muito tranqüilo em relação a Mato Grosso do...
Superintendente do Dnit diz que denúncias de obras irregulares em MS são velhas
O superintendente do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) em Mato Grosso do Sul, Marcelo Miranda, considerou velhas as denún...
Demissões nos Transportes podem travar conservação de rodovias de MS
Com problemas no Conselho do Dnit, podem ser necessárias paralisações em obras para evitar vencimento de contratosDepois de “faxina” no Ministério d...


vocês não imagina o quanto eu estou preocupado com este cidadão, se não me falha na memória, mesmo ele sendo demitido e a 4ª aposentadoria que este Sr tão humilde vai ter.
Sem contar que este ano teremos que viver as novas mentiras novamente, ainda mais agora que aumentou o número de veradores.

Feliz 2012 ao eleitor de Mato Grosso do sul.
 
Sebastião vicente Pereira em 02/01/2012 06:50:39
será que o Dnit esta fiscalizando a recuperação da BR 163 entre Dourados e Ponte Ailton Sena, olha só que a mesma teria 1,50 de acostamento da cada lado e 10% de terceira pista, alem de um retorno para Salto del Guaira que todo dia tem operação tapa buracos. ISSO É UMA VERGONHA.
 
marco motta em 02/01/2012 05:53:10
Uma vergonha, o que essa criatura ainda fazia em cargo de confiança? A justiça so funciona para os fracos.
 
luiz alves pereira em 02/01/2012 05:26:36
Caramba tá mais que na hora de enterar a Politicagem imunda dessa gente em todo mato grosso do sul....Que sirva de alerta nas próximas eleições!!!
 
Marcos Aurélio em 02/01/2012 04:58:00
Gente não se esqueçam do salario vitalicio de ex governador que o Sr. Marcelo Miranda faz questão de não abrir mão por que diz precisa dele para sobreviver...
 
Marcelo Basso em 02/01/2012 04:45:29
um grande homem público, tem grandes e relevantes feitos pelo estado de mato grosso do sul.
acusações e sensaciolanismos, precisam ser vistas com reservas.
há algum trânsito em julgado seja na esfera administrativa ou judicial????????????
 
jose maria em 02/01/2012 04:21:12
Vão se os dedos e ficam as mãos... infelizmente ainda existe muita corrupção... e ainda muita demissão a ser feita! Acorda MS!!! já esta na hora de se levar mais a sério as atitudes impróprias dos funcionários públicos corruptos!
 
Maira Arruda em 02/01/2012 04:08:17
Eu não entendo uma coisa ! Se o ex-governador Marcelo Miranda; o Carlos Roberto Milhorim e o tal de Guilherme Alcântara de Carvalho fizeram tudo isso que está escrito acima, porque não vão para a cadeia !?

Isso só comprova que neste país só vai mesmo para a cana, pobre, negro, prostituta e índio !

Se a Justiça fosse séria, com certeza as cadeias estariam lotadas destes tipos de cafajestes
 
Waldemar Gonçalves - Russo em 02/01/2012 04:04:59
Neste momento que passas e o jornal a assistir
Da pena de ver na tela que Brasil estas assim
Ladrão de nossas riquezas que chegas dizer enfim...
Assessorias faziam... Mas provar como assim?
Hoje é grande ministro e o poder tem nas mãos
Mas se esquece na esquina aquele que pede um pão
Com o dinheiro desviado que pareces é milhões
Tiraria das esquinas o futuro da nação...
Fico assim meio enojado pensando nas soluções
No final desta jornada vejo com decepção
Que sempre acabas em pizzas e o pobre lambendo o chão
Não sobras nem azeitona, meu deus! Ser político é muito bom.
Conheço alguns políticos que buscam com atenção
Dar ajuda a pobrezas, mas acabam sem noção.
Ficam chupando seus dedos olhando a corrupção
Ou entram nesta jogada ou perdem sua eleição
Uma pena um cidadão como eu vir protestar
Quase não tive estudo, mas vergonhas têm pra dar.
Nunca roubei um centavo isto eu posso provar
Mas se fosse candidato só meu voto ia levar...
Agora grandes amigos se podem assim os chamar
Pois no dia da eleição grandes abraços vão ganhar
Estaremos todos unidos na urna a colocar
Nossos votos de confianças por isto são bons lembrar
Que nossa maior defesa esta na hora de votar
Mas fica uma certeza que nada vais melhorar
São figurinhas marcadas e nada vais adiantar
Eles fazem dobradinha pra nossa grana levar...
Deixo com todos a certezas que trago no coração
Nossos filhos nossos netos talvez tenhas salvação
Se ensinarmos a eles que drogas é esta corrupção
Poderemos ter certezas da melhora da nação.
 
zildo de oliveira barros em 02/01/2012 04:03:00
Meu deus!!!! cada dia mais podre... que vergonha ser sul matogrossense. e agora quando foi governador?????????????
 
zildo de oliveira barros em 02/01/2012 03:54:00
Surpresos? Porquê? Minha surpresa é por ter demorado tanto. Bom administrador! Desde quando? Ou alguem aí já se esqueceu dos varios meses de salario atrasado em que ele deixou o funcionalismo publico quando foi Governador. SINCERAMENTE; não me admira nem um pouco ele ter sido demitido, me admirou alguem te-lo admitido, isso sim!!!!!!!! MUDE ISSO, VOTE COM CONSCIENCIA!!!!!!!!
 
Gustavo do Carmo Melo em 02/01/2012 03:26:23
Esqueceram de dizer que Marcelo Miranda encontrou apoio no Governador para permanecer no cargo.
 
JOSE ANTONIO em 02/01/2012 03:02:12
se for colocar alguem competente e honesto, chama o cabral, que hoje e secretario de obras do estado de ms. esse e bom.
 
luiz fernandes em 02/01/2012 02:55:47
Demorou e muito, olhem o histórico deste Senhor na política de nosso Estado. Desvios e benefícios a si mesmo, foram comuns em sua vida política, a vinte anos atrás, faltava asfalto na grande maioria do Estado, e ele tinha as estradas de suas fazendas todas asfaltadas, servidores chegaram a ficar mais de 3 meses sem salários, passaram necessidades mesmo. Duvido que no DNIT, nao foi igual.
 
Alexandre Miranda em 02/01/2012 02:51:51
Depois de ter diminuído o limite de velocidade das estradas para absurdos 80km/h e fazer nosso estado passar vergonha com criticas de motoristas de todo Brasil simplesmente riam da nossa cara por uma medida tão particular e descabida... o pior é que teve q voltar atras depois de alguns anos, pois nem a PRF acreditava que essa velocidade diminuiria os acidentes... demorou mesmo
 
Marcelo Basso em 02/01/2012 02:30:14
Já vai tarde! Estava mais que na hora de fazer uma faxina no DNIT.
 
Luiz Felipe em 02/01/2012 02:26:05
A população de MS tem memória curta, perguntem a funcionários públicos estaduais quem é o VICE GOVERNADOR Marcelo Miranda ... cada povo tem o governante que merece ...
 
caio cesar em 02/01/2012 02:19:41
NO VI DA DE, até parece que ninguem o conhecia...
 
Junior Mascarenhas em 02/01/2012 02:16:37
Pessoal vamos fazer uma "vaquinha" pra ajudar esse pobre desempregado, tadinho, começar o ano duro!
 
Sidnei Garcia em 02/01/2012 02:13:14
ele ja tinha um estorico na politica.acho que demorou muito.
 
ronaldo ferreira bicalho em 02/01/2012 02:00:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions