A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

16/07/2013 12:00

Marquinhos aponta irregularidades de empresa que pretende assumir a Enersul

Leonardo Rocha
Deputado aponta irregularidades e falta de condições de empresa para assumir Enersul (Foto: divulgação)Deputado aponta irregularidades e falta de condições de empresa para assumir Enersul (Foto: divulgação)

O deputado estadual Marquinhos Trad (PMDB) foi à tribuna pedir apoio dos parlamentares para montar uma comissão com o intuito de impedir que a empresa do Grupo Energisa assuma o comando da Enersul em Mato Grosso do Sul.

De acordo com o peemedebista, esta empresa possui vários indicativos que apontam para falta de condições de conduzir este negócio. “Fiz uma pesquisa sistemática e descobri várias ações na justiça, reclamações dos consumidores e a constatação que se trata de uma empresa de pequeno porte, sem expressão no setor”, indicou.

Marquinhos revelou que a Energisa representa apenas 3% o setor de energia com atuação para 2,4 milhões de consumidores em todo país. Ele destacou que na Paraíba, onde trabalha em 6 dos 223 municípios, a empresa foi multada em R$ 50 milhões pela Aneel(Agência Nacional de Energia Elétrica) por flagrante de irregularidades na leitura da luz. “Eles forjavam fraudes contra os consumidores para lucrar mais, além de acelerar o relógio para a conta ficar mais alta”, afirmou ele.

Segundo Trad, os funcionários eram “coagidos” a praticar estas ações senão poderiam perder o emprego. “As denúncias sobre esta prática surgiram dos próprios trabalhadores”. Ele ponderou que caso assuma a Enersul, a empresa terá em seu domínio quase 1 milhão de consumidores, cerca de 74 dos 79 municípios do Estado. “Eles tiveram lucros irregulares no valor de R$ 125 milhões, imaginem como seria por aqui”, apontou.

O deputado destacou que o negócio está praticamente fechado e que caso os colegas não montem uma comissão para exigir o cancelamento, ele mesmo vai a Brasília levar a documentação a Aneel. “Já fiz isto antes, não deixarei de levar todas as denúncias que levantei”, afirmou.

A Enersul foi privatizada em 1997 pelo valor de R$ 621 milhões, por um período de 30 anos. Há seis anos o Grupo Rede assumiu a empresa, porém apresentou prejuízo em suas ações e esta foi levada a leilão. A Energisa apresentou proposta para assumir e pagar cerca de R$ 1, 095 bilhões aos credores e fazer um investimento de R$ 1,1 bilhão na Enersul. “Eles quiseram vir aqui porque a Enersul gera lucro, só tem lucro, o Grupo Rede não deu certo porque teve prejuízos em outros lugares e trouxe a conta para cá”, explicou Marquinhos.

Energisa assina compromisso de compra de grupo que controla a Enersul
Um compromisso de compra e venda do Grupo Rede Energia, empresa do setor elétrico que mantém a Enersul (Empresa Energética de Mato Grosso do Sul) e m...
Assembleia vota prorrogação de adesão a fundo que regula incentivos fiscais
A prorrogação até 30 de dezembro do prazo para que empresas beneficiadas com incentivos fiscais concedidos pelo governo do Estado se inscrevam no Fad...
Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...


importante ampliar o debate sobre o atual modelo privatista neoliberal que esta contaminando a nossa economia. Vejam o quanto de investimento público ja foi desviado para grupos privados que ao final deixam a concessionária , o poder público e os consumidores com o abacaxi (deficit). Onde foi parar os R$ 600 mil do FGTS aplicados no Grupo Rede em 2010 ? e os recursos do BNDES aplicados ? viraram carvão ? este modelo DEMO-TUCANO precisa ter fim. Vamos ao debate Deputado. Apoio total a Comissão !
 
Lairson Palermo em 16/07/2013 18:34:07
Parabéns nobre deputado, precisamos de políticos comprometidos com os interesses da população. Fiscalização, pesquisa e afrontamento aos abusos das empresas privatizadas tem de ser constante.
Muito obrigada dep. Marquinhos Trad,anseio que sua postura seja seguida.
 
Andrea Cristina em 16/07/2013 13:49:53
Olha o nível da empresa de energia que vamos ter no MS, se já anda ruim com o grupo REDE imagina com essa tal Energisa. O Minist. Público precisa urgente entrar com um pedido para embargar isso.
 
Marcos Wild em 16/07/2013 12:52:06
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions