A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

15/09/2015 21:25

Medidas para superar a crise exigirão articulação, diz Delcídio

Ricardo Campos Jr.
Senador Delcídio do Amaral classificou como duras as medidas para conter a crise (Foto: divulgação)Senador Delcídio do Amaral classificou como duras as medidas para conter a crise (Foto: divulgação)

Líder do governo Dilma Rousseff (PT) no Senado, Delcídio do Amaral (PT-MS) acredita que será preciso uma ação forte do Congresso Nacional para aprovar as medidas apresentadas pela Presidência da República para combater a crise e tentar gerar superávit nas contas da União em 2016.

O petista classificou como duras as soluções encontradas pela equipe econômica para contornar a situação e disse ser preciso trabalho duro no que se refere a projetos de lei, medidas provisórias e propostas de emendas constitucionais para aprovar e fechar tudo até o fim do ano, paralelamente ao orçamento do próximo ano.

Delcídio prevê dificuldades na discussão de algumas das medidas, mas ainda assim se mostra otimista com relação as estratégias de Dilma para tirar o país do vermelho e espera ter apoio de lideranças e governadores para os itens polêmicos, como o retorno da CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira).

No caso do tributo, na visão do senador, os estados poderão ser beneficiados com o aumento da alíquota.

O petista lembra quando foi relator do orçamento em 2008, quando houve previsão de déficit. Para 2016, o Governo Federal prevê cortes em vários programas e uma reforma administrativa na tentativa de cortar gastos, mantendo as despesas essenciais e evitando o aumento da crise.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions