A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 27 de Maio de 2018

23/01/2014 15:14

Ministério Público manda Bernal cumprir Lei do Acesso à Informação

Edivaldo Bitencourt e Kleber Clajus
Prefeitura da Capital ainda não cumpre lei sancionada há quase três anos (Foto: Cleber Gellio)Prefeitura da Capital ainda não cumpre lei sancionada há quase três anos (Foto: Cleber Gellio)

Recomendação do MPE (Ministério Público Estadual) publicada, nesta quinta-feira (23), manda o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), e o secretário municipal de Planejamento, Finanças e Controle, Wanderley Ben Hur da Silva, cumprirem a Lei de Acesso a Informação. A decisão é do promotor da 31ª Promotoria do Patrimônio Público e Social, Henrique Franco Cândia, e faz parte do inquérito civil nº 040/2013.

Segundo o promotor, o município não vem cumprindo a Lei 12.527/2011, que determina o fornecimento de qualquer dado ou informação solicitada pelos cidadãos. Outro agravante é que o prefeito Alcides Bernal vem “exigindo motivação das solicitações de informação pública”.

A investigação começou a partir de denúncia feita por um cidadão no ano passado, quando cobrou o valor gasto com publicidade.

De acordo com a portaria, o município não deve negar qualquer informação pública básica sem constranger o solicitante. A remuneração o subsídio dos servidores ou agentes políticos também devem ser de interesse público e geral.

Cândia destaca que os documentos fornecidos pelo município são “apócrifos”, porque não possuem o extrato do documento, a decisão proferida e o nome do funcionário responsável pelo atendimento. Segundo o MPE, a medida impede a averiguação de irregularidade administrativa e punição pelo descumprimento da Lei do Acesso à Informação.

Determinação – Henrique Cândia recomenda ao prefeito que regulamente e cumpra a Lei do Acesso à Informação. E destaca alguns itens a serem implementados, como a abstenção de exigir do cidadão os motivos pelos quais a informação está sendo solicitada.

Também deverá identificar com prenome e sobrenome dos servidores responsáveis pela manifestação no sistema e-DOC-Tramitação Eletrônica de Documentos. Eles deverão assinar os despachos.

O município não poderá recusar o fornecimento de informações, nem nos casos de pedidos genéricos.
O promotor anuncia que poderá ingressar com ação na Justiça para obrigar o prefeito Alcides Bernal a cumprir a Lei do Acesso à Informação.

Só 27% das cidades aderem ao programa da lei de acesso à informação
Os municípios de Mato Grosso do Sul caminham a passo lento para cumprir a Lei de Acesso à Informação, que entrou em vigor desde maio do ano passado, ...
Equipe econômica vai ao Palácio após novos pleitos dos caminhoneiros
O presidente Michel Temer esteve reunido na manhã de hoje (27), no Palácio do Planalto, com ministros de Estado para avaliar o andamento das negociaç...
Temer reúne-se com Gabinete de Monitoramento pela 2ª vez neste sábado
O presidente da República, Michel Temer, está reunido neste momento com os ministros e integrantes do Gabinete de Acompanhamento da Normalização do A...


A questão é: Quando a Câmara Municipal, que tem poderes legítimos para isso, irá cassar (sem interferências do judiciário) esse prefeito que, por conta do apoio do PT e do PSDB, está paralisando a capital?
 
luiz carlos soares em 23/01/2014 22:58:12
Outra providência que deve ser exigida é a inclusão dos custos das "obras" que a prefeitura diz estar fazendo, nas respectivas placas de informação. Pois afinal, se não tiver a "informação" sobre os gastos, muda-se o fim para placa de publicidade. Não sou advogado, mas imagino que somente publicidade com verba pública é ilegal.
 
Leandro Moura em 23/01/2014 18:30:56
Ué, mas o Ministério Publico ainda manda alguma coisa em Campo Grande?
 
maximiliano nahas em 23/01/2014 15:56:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions